O futuro da cadeia produtiva está na indústria 4.0, e a partir de uma afirmação como essa, logo vem na mente do gestor, dúvidas recorrentes da viabilidade, como investir, decisões que precisam ser tomadas para gerar lucratividade.
O fato é que para aquele que deseja aplicar essa inovação, deve saber no que está investindo, e se sentir seguro em dar um passo, pois a aplicação envolve remodelar o processo, realizando estudos aprofundados e detalhados com o objetivo de tirar o melhor desse tipo de investimento.

[banner-rotativo]

Por que investir na indústria 4.0 ?

Fundamento básico e quase que obrigatório para o estudo da gestão, o Toyotismo tinha como filosofia a realização do trabalho correto, com o menor tempo, sem geração de estoque e sem desperdício.
Mas afinal, o ser humano não é uma máquina, e na medida em que o seu corpo e mente cansam, algum dos pontos citados não serão atendidos, e então entra a indústria 4.0, e o panorama muda.

Sobre a inteligência artificial

A inteligência artificial, responsável por gerenciar a planta e por tomar decisões em situações particulares e exclusivas desse tipo processo.
O processo executado por uma inteligência artificial numa planta automatizada possui dois grandes ganhos, que são:

  • Geração de dados de todo o processo, e esses dados são todos aplicados a gestão do negócio, dando total visão da cadeia produtiva, tornando claro onde estão os gargalos, desperdícios, e essas informações podem ser usadas para a melhoria contínua do processo.
  • Processos realizados de maneira uniforme, e podendo ser personalizados, por exemplo em máquinas onde é possível realizar a troca de molde, ou em processos onde as máquinas podem receber acessórios para a troca de produto a ser produzido são feito de forma automático, programado e obedecendo sempre os parâmetros definidos, seja tempo, qualidade, lucratividade.

Como funciona a teoria na prática

Vamos a um exemplo complexo de produção, que é a injeção de plástico, onde existem diversas etapas até que um determinado produto seja finalizado, desde a composição do polímero, a aplicação da injeção no molde, o processo de desmolde e rebarbamento, e todos os processos de acabamento.
Analisando esse processo de produção, em cada etapa será possível colher dados, e o gestor poderá compreender, por exemplo, quanto tempo levou para concluir a produção, qual o custo real da matéria prima, qual a sua lucratividade e quais são os gargalos.
Não apenas na indústria a inteligência artificial se torna produtiva a gestão, hoje a rede Smart Grid dispõe de ferramentas e automação que geram econômica e melhor distribuição de energia elétrica, mas para se ter melhor ideia mais completa do que é uma rede Smart Grid vamos ilustrar melhor:

A inteligência artificial consegue identificar por exemplo onde houve uma queda de energia específica em um poste, e então faz com que o caminho a ser percorrido pela energia elétrica mude para aquele que está funcionando, isso quer dizer que os cabos elétricos terão a sua energia controlada de acordo com a necessidade, e também traz a possibilidade de rastrear os serviços clandestinos.
Podemos também imaginar a verificação de um processo produtivo realizado por uma inteligência artificial, por exemplo a conferência de resultado da produção da película de controle solar, comumente aplicado em carros, a inteligência artificial pode receber parâmetros para definir a liberação do produto ao seu cliente.

Aplique estratégias da indústria 4.0

Mais importante do que a tecnologia, é o estudo a ser realizado para definir como acontece o processo de produção, para isso é necessário realizar uma boa instalação da infraestrutura, considerando o processo completo.

Também é necessário encontrar qual o impacto financeiro para a saúde da empresa e realização do pagamento, levando em consideração o cálculo de qual é a expectativa do retorno do investimento.

Grandes impactos
É importante acompanhar a evolução da tecnológica, e aplicar a automação a linha de produção torna a indústria mais competitiva e com maiores dados para tomada de decisão, porém é sempre necessário realizar um estudo profundo detalhado da produção, pois é nela que acontecerá o maior impacto, além de capacitar os colaboradores a operar.

Esse artigo foi escrito por André de Angelo, Criador de Conteúdo do Soluções Industriais.

DICA EXTRA  DO JORNAL CONTÁBIL : MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio.  Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com contador e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta. E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio. Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!