ELENITO ELIAS DA COSTA



“A contabilidade sem sincronia racional com o Planejamento e o Controle de Custos e Despesas será a lápide do seu empreendimento”.

O momento atual em que passa a nossa Economia, não perdoa aqueles que não se capacitam e nem se qualificam para um sistema de AJUSTES que estamos vivenciando, e isso imporá em RISCO verossímil dos empreendimentos.

A ausência de um Planejamento Empresarial que possa dar um norte ao seu empreendimento é condição primor para a sua atividade econômica, mesmo sabendo que muitos não elaboram o seu planejamento e eles pagarão um preço por essa inépcia.


Outro fator de suma importância é a inexistência de Controle de Custos e Despesas, ainda negligenciado por alguns que pensam em empreender, mas lhe falta conhecimentos para o exercício desse labor.
Agregado a isso temos uma CONTABILIDADE, QUE APESAR DE ATUALIZADA NÃO É ANALISADA ASSIDUAMENTE e deveria ser aferida com os controles acima citados, evitando, portanto em maios RISCO ao seu empreendimento.

No período de 2015/2016 muitas empresas devem encolher suas atividades por motivos óbvios e em sincronia racional com a evolução de nossa Economia, já que aquela empresa que viviam em berço esplendido foi jogada na Lava Jato ou escândalos similares, deixando claro que as oportunidades vivaldinas são perigosas.
O sistema tributário está se aplicando em sua atividade e buscará a transparência e controle interno da gestão e obviamente reduzirá a economia informal.

O Governo e o sistema conhecem o que faz e o que você é, tinha perfeito conhecimento da CORRUPÇÃO existente, e buscou o AJUSTE para se aproximar da realidade dos fatos, mesmo cortando a própria carne e se expondo negligentemente a sua credibilidade, e irá empreender esforços hercúleos para recuperar os indébitos fiscais comprovadamente existentes.
Tenho pessoais convicções que o sistema e o governo sabem perfeitamente o que acontece e movem-se estrategicamente para adequar a normalidade desse sistema, mesmo, sob RISCO do poder e a CUSTO da sociedade.

Já se perguntou, que diante desses escândalos a sociedade até nas manifestações são comedidas e controladas, por que o pacote de chama de AJUSTE ou READEQUAÇÃO, enquanto isso as majorações estão acontecendo e nós suportando esse ônus, mesmo reclamando.

A sociedade raramente tem hiatos de lucidez, mas gera um eco solitário e devidamente controlado, pois, CÃO QUE LADRA, NÃO MORDE.
Lamento, mas o momento é somente para profissionais globalizados, qualquer ideia fútil ou débil inserida na gestão empresarial, de qualquer empresa de qualquer porte, tamanho ou opção tributária deverá pagar um PREÇO por sua inobservância.
Sugiro a leitura dos meus artigos e livros publicados como informação suplementar para maiores esclarecimentos.

Autor: ELENITO ELIAS DA COSTA, contador, auditor, assessor empresarial, professor universitário, escritor.

Comente

Comentários