Inscrição para receber o Auxílio Brasil pode liberar mais 14 benefícios

Para se inscrever no Auxílio Brasil é necessário inscrição no CadÚnico que pode liberar mais 14 benefícios do governo

Desde o encerramento do Auxílio Emergencial e o fim do Bolsa Família para migração ao Auxílio Brasil, novo programa de distribuição de renda do governo, nunca se falou tanto sobre o Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) como tem se falado atualmente.

Auxílio Brasil

Para garantir acesso ao novo Auxílio Brasil, que conforme o governo promete pagar um valor médio de R$ 400 as famílias cadastradas, os cidadãos devem se atentar a dois pontos, sendo eles a situação financeira da família e a inscrição no CadÚnico.

A situação financeira é uma obrigatoriedade para garantir acesso ao novo programa, pois o mesmo é destinado às famílias mais vulneráveis do país, que se encontram em situação de pobreza e extrema pobreza.

Conforme determinado pelo governo, se encaixa em situação de extrema pobreza, famílias com renda familiar per capita de até R$ 100. No caso das famílias em situação de pobreza, são aquelas com renda per capta entre R$ 100 e R$ 200.

O segundo passo para garantir acesso ao Auxílio Brasil é estar inscrito no CadÚnico, plataforma do governo destinada a verificar quais famílias se encontram em situação de vulnerabilidade para garantir acesso a programas sociais de distribuição de renda.

Benefícios do CadÚnico

Além do Auxílio Brasil, se inscrever no CadÚnico pode garantir a milhares de pessoas acesso a políticas públicas do governo destinado às pessoas e famílias de baixa renda.

Assim, além do Auxílio Brasil, ao se inscrever no CadÚnico as famílias podem conseguir os seguintes benefícios:

  • Programa Minha Casa, Minha Vida;
  • Bolsa Verde – Programa de Apoio à Conservação Ambiental;
  • Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI​;
  • Fomento – Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais;
  • Carteira do Idoso;
  • Aposentadoria para pessoa de baixa renda;
  • Programa Brasil Carinhoso (consiste na transferência automática de recursos financeiros para custear despesas com manutenção e desenvolvimento da educação infantil);
  • Programa de Cisternas;
  • Telefone Popular;
  • Carta Social;
  • Pro Jovem Adolescente;
  • Tarifa Social de Energia Elétrica;
  • Passe Livre para pessoas com deficiência;
  • Isenção de Taxas em Concursos Públicos.

Vale lembrar que cada programa oferecido pelo governo através do CadÚnico possuem suas próprias regras, assim como no caso do Auxílio Brasil, onde é necessários que as famílias estejam em situação de pobreza ou extrema pobreza.

Critérios para inscrição no CadÚnico

Podem se inscrever no Cadastro Único (CadÚnico), quem comprovar:

  • Ter renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 550,00); ou
  • Ter renda mensal familiar total de até três salários mínimos (R$ 3.300,00); ou
  • possuir renda maior que três salários mínimos, desde que o cadastramento esteja vinculado à inclusão em programas sociais nas três esferas do governo.

Os interessados em se inscrever no CadÚnico podem clicar aqui, para verificar como realizar o processo de inscrição na plataforma do governo.

Comentários estão fechados.