INSS: Como fazer o cálculo do tempo de contribuição?

0

Todo cidadão que faz suas contribuições em dia para o INSS e pretende se aposentar , têm dúvidas em relação ao tempo que falta para ser requerido a alguma aposentadoria. No artigo de hoje vamos esclarecer como é feito este cálculo. Continue conosco e confira

Primeiramente vamos te explicar o que é tempo de contribuição. Veja!

O período de contribuição é o tempo que o cidadão contribuiu para o INSS ao longo da sua vida laboral. O segurado pode contribuir para o INSS de duas formas:

  • Segurado Facultativo: Esses segurados não são obrigados a realizarem contribuições, resumindo, é um tipo de segurado livre, eles fazem seus recolhimentos por meio da Guia de Pagamento, esses contribuintes geralmente são,estudantes, desempregados entre outros. 
  • Segurados Obrigatórios: Estes são os trabalhadores que trabalham de carteira assinada com o regime CLT, nestes casos a contribuição para o INSS é obrigatória. 

Períodos que são considerados tempo de contribuição 

  1. Período Especial;
  2. Período de exercício em serviço militar;
  3. Período que exerceu atividade rural;
  4. Período em que o segurado recebeu algum benefício.

Na hora de fazer o cálculo do tempo de contribuição, esses períodos que citei acima, devem ser levados em consideração. 

Designed by @osaba / freepik
Designed by @osaba / freepik

Como é contabilizado o período de contribuição para o INSS

Com a reforma da previdência foi alterado a contagem das contribuições previdenciárias, resumindo, existem formas distintas de contabilizar este tempo, sendo: 

Antes e depois da promulgação da reforma ocorrida no dia 13/11/2019.

  • As contribuições feitas até 12/11/2019:  A contagem será feita de data a data;
  • Já as contribuições feitas a partir de 13/11/2019: A contagem será feita com o mês cheio.

Agora vamos para o assunto que nos interessa, como fazer o cálculo do tempo de contribuição?

São muitas maneiras de fazer este cálculo, além de existir ferramentas gratuitas disponíveis na internet que podem auxiliar.

Para você entender melhor, este cálculo é a soma: 

  • De todos seus períodos de contribuição;
  • Serviço militar;
  • Tempo especial;
  • Tempo rural, entre outros. 

Geralmente é necessário inserir os dados manualmente, já em outros casos, como por exemplo no Meu INSS, é considerado apenas os períodos cadastrados no sistema.

No entanto, essas simulações auxiliam o trabalhador a ter uma noção do seu tempo de contribuição, aconselhamos a conferir seus dados e consultar um profissional antes de dar entrada na sua aposentadoria. 

Simulação do Tempo de contribuição 

No Meu INSS, existe uma ferramenta, que te ajuda a realizar uma simulação do seu período de contribuição. 

Para fazer esta simulação, o sistema irá aproveitar dos dados que já constam em seu Extrato Previdenciário – CNIS.

Lembrando que o cidadão precisa estar atento a uma particularidade: 

  • A simulação utiliza apenas os dados que constam no sistema, portanto não é contabilizado, tempo especial, serviço militar, período rural, entre outros;
  • Logo, se ocorrer de algum período trabalhado não constar no seu CNIS, o seu cálculo não corresponderá com a realidade; 
  • Portanto, esteja atento a todos os dados do CNIS. 

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. 

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Por Laís Oliveira.