INSS: Diabéticos terão direito a benefícios?

A Sociedade Brasileira de Diabetes afirma que atualmente, no Brasil, mais de 13 milhões de pessoas são diabéticas

Os diabéticos como todos os trabalhadores que por algum motivo ficam incapacitados para o trabalho, vão ter direito a benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Vamos falar das pessoas que sofrem com problemas causados pela diabetes como perda de visão ou membros que acontece com o avanço da doença. Esses problemas acabam diminuindo o ritmo das pessoas no trabalho.

Dependendo de alguns casos, a diabetes pode dar direito ao auxílio-doença ou à aposentadoria por invalidez. Para ter direito ao benefício, a pessoa precisará passar por uma perícia médica pelo INSS.

O Instituto exige 12 contribuições mensais para conceder o auxílio-doença e que a pessoa esteja realmente incapacitada para a vida laboral por um período superior a 15 dias consecutivos.

As pessoas que ficaram com sequelas permanentes vão ter direito ao auxílio-doença. Acidentes ou doenças que diminuam a capacidade no trabalho é que vão dar direito ao benefício. O INSS tem como norma não olhar diretamente para doença e sim a incapacidade do trabalhador motivado pela doença.

Aposentadoria por invalidez

A aposentadoria por invalidez vai ser concedida ao trabalhador que não consegue mais exercer a profissão ou outra função qualquer, devido a uma doença.

A Diabetes é uma doença causada pela produção insuficiente ou má absorção de insulina, hormônio que regula a glicose no sangue e garante energia para o organismo. A insulina é um hormônio que tem a função de quebrar as moléculas de glicose(açúcar) transformando-a em energia para manutenção das células do nosso organismo.

A Sociedade Brasileira de Diabetes afirma que atualmente, no Brasil, mais de 13 milhões de pessoas são diabéticas, o que representa 6,9% da população.

A pessoa para evitar a doença deve praticar atividades físicas regularmente, mantendo uma alimentação que seja saudável e não consuma álcool, tabaco e outras drogas.

O que é o pré-diabetes?

É quando os níveis de glicose no sangue estão mais altos, ou seja, além do normal, porém, não estão elevados o suficiente para caracterizar um Diabetes Tipo 1 ou Tipo 2. Nesse período o corpo humano está dando um sinal de alerta, que geralmente aparece em pessoas obesas, hipertensas ou em pessoas com alterações nos lipídios.

Nesse estágio a doença pode ser revertida, fazendo uma prevenção para que a doença não evolua e apareça complicações que possam levar inclusive ao infarto.

Segundo estatísticas, 50% dos pacientes que têm o diagnóstico de pré-diabetes, mesmo com as devidas orientações médicas, desenvolvem a doença.

A mudança de hábito alimentar e a prática de exercícios são os principais fatores de sucesso para o controle.
Uma ida ao médico regularmente pode evitar complicações mais sérias. O portador da doença também precisa seguir rigorosamente as orientações médicas.

Comentários estão fechados.