INSS prorroga Prova de Vida até 30 de novembro

0

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), decidiu manter até o final de novembro, a exigência de recadastramento anual de aposentados e pensionistas, que é conhecido como Prova de Vida.

Os segurados que não realizaram a prova de vida não terão o benefício cortado em meio a pandemia do novo coronavírus. Eles terão até 30 de novembro para realizar a comprovação.

Os beneficiários do INSS que recebem por meio de conta poupança, conta-corrente, ou cartão magnético devem comprovar todos os anos que estão vivos, mas em razão da crise econômica o procedimento foi prorrogado.

A Lei determina que beneficiários da Previdência Social, como também servidores públicos, aposentados, pensionistas e anistiados políticos, comprovem que estão vivos. Entretanto, a prova de vida tinha sido suspensa em março, quando começou a pandemia do novo coronavírus, que obrigou o governo dar início as medidas de isolamento social no país, prorrogado a obrigado até 30 de setembro, depois a exigência foi estendida até 31 de outubro e agora, novamente é prorrogada até 30 de novembro.

Prova por biometria facial

O INSS tem um projeto piloto que tem como objetivo fazer a prova de vida por meio de biometria facial, o que levou o Instituto selecionar 500 mil pessoas para realizar o teste. Quem participa do projeto, e realizar a prova de vida por biometria terá o procedimento efetivado e não precisará sair de casa para ir a uma agência bancária.

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil