A Dataprev anunciou que fará testes iniciais de biometria e reconhecimento facil para a do . Com o uso de novas tecnologias, o objetivo é aumentar a segurança e facilitar a vida dos beneficiários.

Entenda o que muda se a inovação proposta for aplicada em larga escala para Aposentados e Pensionistas.

do

Todos os anos, os segurados devem se apresentar em um dos Postos de Atendimento ou bancos credenciados para realizar a anual do .

Esse processo é obrigatório para todos as pessoas que tiverem benefício emitido há mais de um ano.  Entretanto, apesar de rápido, ainda demanda tempo e tem custos operacionais elevados.

Mesmo com as mudanças propostas para este ano, o próprio reconhece que o processo pode ser melhorado, por isso há grande expectativa de que a do possa ser realizada à distância.

Como afirma o Diretor de Atendimento do , Clóvis de Castro Júnior, a automatização da é uma prioridade:

Temos vários projetos para que se faça por celular, biometria facial, digital. A a gente quer automatizar ainda neste ano

O teste será iniciado pelas cidades com menor número de beneficiários. Ao todo serão 15 municípios para o piloto. Saiba como o novo processo deve funcionar.

Informações biométricas

A leitura biométrica, realizada comumente a partir da leitura das digitais pode dar lugar agora ao reconhecimento facial. Os segurados que procurarem uma das agências da Previdência, nas cidades piloto, terão os cadastros atualizados com informações biométricas, que devem incluir, portanto, informações físicas.

Com base nas informações que o Governo já tem dos cidadãos e com os resultados dos testes, existe também a possibilidade de fazer a por reconhecimento de voz e utilizar a biometria para outros serviços.

a distância

Com o novo sistema, Aposentados e Pensionistas poderão fazer a do pelo celular ou computador. Ou seja, sem necessidade de ter que ir presencialmente a uma agência bancária ou ao .

Quem preferir, no entanto, poderá continuar a fazer a presencialmente. A disponibilização dos locais e calendário para o agendamento da serão limitados, já que o objetivo é acelerar a adoção dos processos digitais, plano maior do Governo.

Como funcionará a 2020

Segundo o Gestor do projeto na Dataprev e gerente do Departamento de Inovação, William Veronesi uma das bases de dados a ser utilizada para conferência das informações será a do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).  O banco de dados tem cerca de 100 milhões de dados biométricos.

Ao acessar o Meu INSS, o segurado encontrará a nova funcionalidade . O sistema passará, então, a dar as orientações ao segurado, como posicionar a mão na frente da câmera do smartphone para que seja feita a captura das digitais e a conferência com a base do TSE. No caso do reconhecimento facial, outras instruções serão repassadas, como movimentar a cabeça, piscar, olhar para cima, para baixo ou para os lados, comprovando com os movimentos que ele está vivo

William também afirma que a validação biométrica poderá ser realizada por qualquer smartphone. O resultado que confirma ou não a do é liberado imediatamente, também de forma digital.

O secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho,  também falou sobre a inovação no Twitter:

Por orientação do presidente @jairbolsonaro  e do ministro Paulo Guedes, usaremos a tecnologia para dar mais conforto ao segurado do . Após concluirmos a fase de testes, poderá ser feita por biometria com o celular, sem o segurado se deslocar até uma agência

O resultado, confirmando ou não a , é informado logo após o procedimento. Vale lembrar que o segurado que não fizer a anualmente, pode ter o benefício bloqueado.

A medida é uma das formas do reduzir o número de fraudes no pagamento dos benefícios de aposentadorias e pensões.

4 benefícios da do a distância

Com a nova do , quem ganha é o segurado. Entre os principais benefícios estão:

1 – Autoatendimento

Com a realizada pelo celular ou computador, o próprio segurado é quem fará o processo. Desta forma, não há necessidade de agendar o atendimento ou enfrentar filas. O Aposentado ou Pensionista fará a , a qualquer momento, no mês do seu aniversário.

2 – Retorno imediato

No caso de ter o benefício bloqueado pela falta da fé de vida, a regularização pode ser realizada a distância e a é validada imediatamente. Com isso, o benefício também pode ser liberado mais rápido, sem prejudicar o recebimento.

3 – Mais comodidade e agilidade

Mesmo os beneficiários que estão acamados e com a saúde comprometida, poderão realizar o processo a distância. Hoje muitos, mesmo em condições debilitadas precisam se dirigir pessoalmente ao banco ou .

Com a agilidade nos processos do Governo e até mesmo com o cruzamento de informações, se espera que a qualidade dos serviços também melhorem.

4 – Mais segurança

A também é uma segurança para os beneficiários. Provando que estão vivos, podem receber ou requerer o que é de seu direito. Inclusive, os benefícios de auxílio e amparo para os casos necessários. Desta forma, o Governo também garante que quem está recebendo o dinheiro é realmente quem deveria receber.

O Governo deverá divulgar os resultados dos testes iniciais da nova do em breve. Certamente, a tecnologia será um importante marco na ajuda a prevenção de fraudes e na melhoria dos serviços aos beneficiários.

Com Dataprev

3 Comentários

  1. Votamos em alguém para facilitar para o povo, ele só dificulta a vida das senhorinhas..
    Em 2022 vomos votar melhor e não em conversinha.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.