Numa sociedade cheia de “fake news”, não é de espantar que informações falsas se tornem verdadeiras e vice-versa. O que é importante saber é que sempre há alguém se beneficiando por trás de uma notícia falsa quando ninguém a questiona. E, no caso da Previdência Social não tem sido diferente.

A lei 9784/99 é o diploma legal que rege o processo administrativo no âmbito federal, vinculando não somente a Administração Direta como também a Administração Indireta, o que inclui Autarquias Federais como o INSS.

O artigo 49 dessa Lei, que faz parte do capítulo “DO DEVER DE DECIDIR” (se referindo ao dever da Administração Pública de decidir), é claro ao determinar prazo de 30 (trinta) dias prorrogáveis por mais 30 (trinta) para que haja decisão a partir do momento em que todas as provas foram produzidas no requerimento:

“Concluída a instrução de processo administrativo, a Administração tem o prazo de até trinta dias para decidir, salvo prorrogação por igual período expressamente motivada.”

Há também previsão específica para o prazo de resposta a Recursos contra decisões administrativas (no nosso caso, decisões do INSS), também de 30 (trinta) dias:

“art. 59, § 1o, Lei 9784/99 : Quando a lei não fixar prazo diferente, o recurso administrativo deverá ser decidido no prazo máximo de trinta dias, a partir do recebimento dos autos pelo órgão competente.”

No caso específico de demora em processos de requerimento de benefícios previdenciários, a jurisprudência considera que a Lei 8213/91 trouxe regra especial, que determina prazo de 45 (quarenta e cinco) dias para resposta do INSS.

Fato é que o INSS tem prazo para responder aos pedidos de benefícios formulados nas agências. O desrespeito à esse prazo dá o direito ao segurado de exigir judicialmente uma resposta para que não se veja obrigado a ficar meses esperando um sim ou não.

Em geral, após provocado judicialmente, o INSS responde dentro de alguns dias (resposta esta que pode ser positiva ou negativa), chegando ao fim a via crucis do segurado que já não aguenta mais esperar.

Dica extra: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social.

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana?

Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática: Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Conteúdo por Samuel de MouraGraduado pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro – UFRRJ. Pós graduado em Direito Previdenciário pelo Instituto Latino Americano de Direitos Sociais. Pós graduando em Direito do Trabalho pela Escola Paulista de Direito.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.