Ícone do site Jornal Contábil – Contabilidade, MEI , crédito, INSS, Receita Federal

INSS: teto do INSS sobe após publicação de portaria. Veja o valor

Imagem por @Rhjphotoandilustration / freepik

Imagem por @Rhjphotoandilustration / freepik

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) terá um novo valor no teto após a publicação da Portaria no Diário Oficial da União (DOU), nesta quinta-feira (20), oficializando o reajuste dos benefícios pagos pelo Instituto. O teto subiu de R$ 6.433,57 para R$ 7,087,22 neste ano.

Os aposentados e pensionistas que recebem benefícios acima do salário mínimo terão um reajuste de 10,16% com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Em 11 de janeiro, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou o INPC, que é usado como referência para reajustes salariais e benefícios previdenciários, que ficou em 10,16% em 2021.

Os aposentados e pensionistas que recebem o valor acima do teto nacional tem um reajuste no pagamento pela variação do INPC do ano anterior, como determina a legislação federal.

O reajuste será válido somente para quem estava recebendo pagamentos em janeiro de 2021. Quanto mais tarde for a data de início da aposentadoria, menor fica o percentual.

Os benefícios que tiveram início em janeiro de 2021 (reajuste 10,16%)

Os benefícios  tiveram início em fevereiro de 2021 (reajuste 9,86%)

Os benefícios que tiveram início em março  (reajuste 8,97%)

Os benefícios que tiveram início em abril, (reajuste 8,04%)

Os benefícios que tiveram início em maio (reajuste 7,63%)

Os benefícios que tiveram início em junho (reajuste 6,61%)

Os benefícios que tiveram início em julho (reajuste 5,97%)

Os benefícios que tiveram início em agosto (reajuste 4,90%)

Os benefícios que tiveram início em setembro (reajuste 3,99%)

Os benefícios que tiveram início em outubro (reajuste 2,75%)

Os benefícios que tiveram início em novembro (reajuste 1,58%)

Os benefícios tiveram início em dezembro (reajuste 0,73%).

Para o segurado que recebe o piso nacional, o valor subiu de R$ 1.100 para R$ 1.212. Terão direito de receber esse valor:

os aposentados, pensionistas, quem é beneficiado com auxílio-doença e auxílio-reclusão pagos pelo INSS. Por lei, esses valores não podem ser abaixo do salário mínimo.

Calendário de pagamento do INSS

Para quem recebe até um salário mínimo:Para os segurados do INSS que recebem um salário mínimo

25 de janeiro – benefício final 1;

26 de janeiro –  benefício final 2;

27 de janeiro –  benefício final 3;

28 de janeiro –  benefício final 4;

31 de janeiro – benefício final 5;

01 de fevereiro – benefício final 6;

02 de fevereiro – benefício final 7;

03 de fevereiro –  benefício final 8;

04 de fevereiro – benefício final 9;

07 de fevereiro – benefício final 0.

Para os segurados do INSS que recebem acima do salário mínimo

01 de fevereiro – benefício final 1 e 6;

02 de fevereiro – benefício final 2 e 7;

03 de fevereiro – benefício final 3 e 8;

04 de fevereiro – benefício final 4 e 9;

07 de fevereiro – benefício final 5 e 0.

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. 

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.