Integração entre ERP e E-commerce: um fator crítico para o sucesso do Omnichannel

Por trás das facilidades das compras pela internet, existe um esforço coletivo de diversos profissionais. Além disso, há investimento em pessoas, processos e tecnologias. Gestores atentos a esse tripé conseguem acompanhar a evolução do comércio eletrônico e eliminam o tempo gasto com tarefas operacionais.

Para otimizar o tempo dedicado a processos repetitivos, como alimentar diferentes sistemas com informações de produtos, a integração do e-commerce com o ERP (Enterprise Resource Planning) é imprescindível e reduz 99,9% a reincidência de erros, além de diminuir consideravelmente os custos operacionais. Do contrário, todos os dados cadastrados e os processos realizados nas lojas virtuais precisam ser inseridos manualmente no sistema de gestão, dobrando as atividades e a necessidade de conferências visuais.

E não, isso não faz da integração um recurso obrigatório. Contudo, ao considerar o imediatismo do varejo digital, a evolução e o valor de fazermos mais com menos, poder contar com as tecnologias certas é algo importante.

O ERP e a plataforma de e-commerce são sistemas distintos que, dependendo do modelo de negócio, compartilham a mesma base de dados. Portanto, garantir a unicidade nos dois sistemas é um fator crítico de sucesso para uma operação omnichannel, cujo benefício será proporcionar uma experiência unificada para o cliente e redução de custos operacionais para gestores. Manualmente, é impossível manter a mesma base de informações entre os sistemas, por isso uma tecnologia que automatize os processos de integração é essencial.

Toda a história de uma loja passa pelo ERP e alguns objetivos do e-commerce tornam-se mais tangíveis quando os dados estão integrados. Se, por exemplo, uma das ações para acelerar o giro do estoque de uma loja de calçados for vender online por meio de um outlet, onde você encontraria as informações para decidir quais produtos serão liquidados? No seu sistema de gestão empresarial!

Inclusive, a escolha da plataforma de e-commerce é tão importante quanto definir o ERP para seu negócio. Ao observar o segmento de moda, por exemplo, nota-se que a gestão lida com inúmeras particularidades, como o controle de estoque por grade e cor. Portanto, comece pelas plataformas já homologadas com o seu fornecedor de software e avalie qual delas atende integralmente o seu modelo de negócio.

Investir em tecnologias inteligentes aumenta a produtividade e a qualidade do trabalho das equipes, o que possibilita que as habilidades das pessoas sejam direcionadas para atividades que, de fato, contribuem para o crescimento da sua empresa. É preciso inovar para fazer os clientes mais felizes e trazer resultados positivos para as lojas! Vamos nessa?

*Rafael Reolon é diretor de expansão da SetaDigital, companhia de Tecnologia da Informação especializada no setor calçadista.

Sobre a Seta Digital (www.setadigital.com.br/)

A SetaDigital nasceu com a missão de desenvolver e fornecer softwares e serviços para o varejo calçadista contribuindo para o sucesso de seus clientes. Esta há 10 anos no mercado e atende mais de 1.000 lojas em todo o Brasil, formando uma grande comunidade de conhecimento.