Os empreendimentos que focam em crescimento encontram na internacionalização de produtos uma grande oportunidade. Por isso, essa é uma tendência recorrente.

Em 2019, as empresas brasileiras exportaram mais de US$ 225 milhões, conforme divulgado no portal Comex Stat.

No entanto, antes de investir nessa prática, é importante saber como avaliar se essa estratégia é adequada para o seu negócio, quais são os tipos de internacionalização do produto e como fazer isso da melhor forma. Se você quer saber mais sobre o assunto, continue a leitura deste conteúdo e aprenda!

As vantagens de internacionalizar produtos

A internacionalização de produtos traz alguns benefícios importantes para as empresas. Existem diversos incentivos fiscais ofertados pelo governo para as empresas exportadoras e a prática permite a diversificação do mercado, garantindo mais oportunidades de negócio.

Contudo, é preciso avaliar as características da sua empresa para entender se isso é viável, principalmente considerando os produtos e serviços ofertados.

Nesse caso, é preciso avaliar fatores como a situação no mercado exterior, o fit do seu produto com as necessidades do público estrangeiro e o investimento necessário para a expansão das atividades. Um bom planejamento é essencial para ter sucesso ao decidir internacionalizar o seu negócio.

Os tipos de internacionalização de produtos

Quando se fala em internacionalização de produtos, é preciso entender quais são as alternativas existentes para quem deseja entrar no mercado exterior. Veja só:

  • exportação: quando você presta o serviço ou produz os itens no Brasil, mas vende para o exterior. É a opção mais comum;
  • franquia: a empresa oferta um pacote de produtos, sistemas e suporte de gestão para que os empreendedores abram uma unidade em outros países;
  • investimento direto: quando a sua empresa é dona de uma unidade do negócio em outro país;
  • joint venture: empresas autônomas cooperam entre si para ter uma filial em outro país.

5 dicas para iniciar as atividades

Quando a empresa decide investir na internacionalização de produtos, após avaliar se essa é uma alternativa viável para o modelo de negócio e de que forma isso será feito, é comum surgirem dúvidas sobre como fazer isso. Pensando nisso, separamos 5 dicas importantes para ajudar.

1. Faça uma análise de mercado

Essa é uma dica fundamental para diversos momentos: abertura do negócio, expansão local, mudanças nos produtos ofertados etc. Portanto, quando se fala em internacionalização dos produtos, essa etapa é imprescindível.

Faça uma análise interna do negócio, para entender quais são os diferenciais existentes, com pontos fortes e fracos dos produtos que serão internacionalizados.

Depois, avalie o mercado exterior e a situação dos países para os quais a empresa deseja exportar, para entender o perfil dos consumidores, quem são os concorrentes e se existem possíveis parceiros. Com base nisso, é possível fazer todo o planejamento necessário para iniciar o trabalho com exportação.

2. Compreenda a legislação aplicada

Outra dica importante é conhecer a legislação para se preparar corretamente. Primeiro, é preciso compreender as regras aplicadas no Brasil, para realizar todos os trâmites necessários para a legalização das exportações, como a obtenção do Registro para Exportadores e de Importadores (REI).

Além disso, é necessário entender como é a legislação dos países para os quais a empresa pretende exportar.

Os produtos enviados passam por agências reguladoras e pela alfândega, que fazem a conferência do cumprimento das regras.

Existem algumas burocracias que devem ser observadas, como preenchimento de formulários e recolhimento de impostos.

3. Invista em estratégias de marketing

O sucesso na internacionalização de produtos depende de diversos fatores, mas o marketing é um dos principais. É preciso desenvolver estratégias para alcançar o público-alvo em outros países, para que os consumidores conheçam os seus produtos e se interessem pela compra.

A internet é a principal aliada nesse caso, já que supera as barreiras territoriais e permite a utilização de estratégias em diversos canais, como ferramentas de busca, redes sociais, sites parceiros e marketplaces. Para ter mais sucesso, considere a contratação de empresas especializadas nos países destino.

4. Planeje o atendimento e a logística

Como será feito o atendimento ao cliente? Esse é um ponto fundamental para atrair e fidelizar os consumidores, então é preciso ter canais disponíveis com profissionais capacitados para atender às demandas, sempre considerando a necessidade de dominar o idioma estrangeiro.

É preciso ter preços competitivos e considerar as outras despesas existentes, como o frete e os impostos, além de avaliar o tempo de entrega. Assim, é necessário planejar como será a logística para envio dos produtos, garantindo prazos adequados e custos acessíveis.

5. Considere os meios de pagamento

Não se esqueça de avaliar as opções de pagamento disponíveis, principalmente porque elas podem impactar o valor total da compra. O uso de cartões de crédito permite o parcelamento, mas podem ter altas taxas na conversão da moeda e impostos.

O uso de transferências bancárias comuns pode fazer com que a comprovação do pagamento demore, atrasando a confirmação do pedido e o despacho da mercadoria.

Nesse caso, uma dica importante é aceitar pagamentos por meio de transferências internacionais, por meio da Remessa Online.

A plataforma conta com soluções para pessoas físicas e jurídicas, facilitando o recebimento de valores do exterior.

Tudo é feito pela internet, de forma prática e rápida. A moeda é convertida pelo câmbio comercial, com taxa de 1,3% e Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) de 0,38%. Também tem uma tarifa de R$ 5,90 que é dispensada se a transação for superior a R$ 2.500.

Após o cliente fazer o pagamento, a plataforma encaminha uma notificação e você informa os dados de uma conta brasileira para receber o valor. O dinheiro é disponibilizado em até 2 dias úteis.

Pronto! Se você chegou à conclusão de que a internacionalização de produtos é uma boa estratégia para o seu negócio, esperamos que as nossas dicas ajudem a colocar esse plano em prática, para que você tenha sucesso nas exportações.

Achou este post útil? Para saber mais sobre as soluções de envio e recebimento de dinheiro do exterior, além de potencializar os ganhos da sua empresa, acesse o site da Remessa Online e conheça os nossos serviços.