IR: 3º lote de restituição será pago na sexta-feira, veja como receber

A Receita Federal vai liberar o pagamento do terceiro lote de restituição do IRPF 2021 (Imposto de Renda da Pessoa Física), na próxima sexta-feira, 30.

Além dos contribuintes que fizeram a declaração dentro do prazo e possuem prioridade legal, esse lote também irá contemplar as restituições residuais de exercícios anteriores. 

Segundo a Receita Federal, para fazer esses pagamentos o valor total empenhado é de R$5,8 bilhões.

Para saber se você irá receber nesta rodada de pagamentos, basta fazer a consulta. Quer saber como? Então, continue conosco e confira também como receber a restituição. 

Quem vai receber?

Segundo a Receita Federal, nesta etapa o crédito bancário será liberado para 5.068.229 contribuintes. São eles:

  • 13.985 contribuintes idosos acima de 80 anos, 
  • 95.298 contribuintes entre 60 e 79 anos, 
  • 8.987 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave,
  • 36.616 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério,
  • 4.913.343 contribuintes não prioritários, que entregaram a declaração até o dia 18 de maio,
Marcelo Camargo/Agência Brasil
Brasília – Receita Federal libera o programa da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2016, ano-base 2015 (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Consulta 

Para saber se a restituição foi liberada nesse lote, o contribuinte deve seguir os seguintes passos:

  • acesse o Portal e-CAC,
  • clique em “Meu Imposto de Renda”,
  • escolha a opção “Consultar a Restituição”,

Assim, é possível fazer a consulta simplificada ou completa da situação da declaração, por meio do extrato de processamento. Essa plataforma também pode ser acessada através de celulares e tablets. 

Como receber?

O pagamento da restituição é realizado diretamente na conta bancária que foi informada na Declaração de Imposto de Renda. Então, se a sua restituição foi liberada basta aguardar o depósito do valor em sua conta.

Mas, se por algum motivo o crédito não for realizado, os valores ficarão disponíveis para resgate por até um ano no Banco do Brasil. 

Isso pode acontecer em caso de erros nos dados da agência e conta do contribuinte ou ainda quando o mesmo deixa de informar à Receita Federal onde deve depositar a restituição.

Neste caso, o cidadão deve solicitar os valores a que possui direito através do Portal do Banco do Brasil ou entrar em contato pela Central de Relacionamento da instituição financeira.

Depois desse prazo, a restituição deve ser solicitada diretamente pelo Portal e-CAC, pois, o dinheiro é devolvido para a Receita Federal. Neste sentido, pode ser que você tenha valores de restituições que deveriam ter sido recebidas em exercícios anteriores. Então, não deixe de verificar essa possibilidade.

Malha fina 

A consulta à restituição também permite verificar eventuais pendências que impeçam o pagamento, então, caso uma ou mais inconsistências sejam encontradas na declaração é porque ela está em malha fina.

Assim, o contribuinte deve enviar uma declaração retificadora e aguardar os próximos pagamentos. 

“Quem não receber a restituição até 30 de setembro provavelmente tem algum problema na declaração. É importante que o contribuinte entre no portal do e-CAC e veja se sua declaração gerou alguma pendência. Se houver a pendência apontada haverá também informações de como regularizá-la”, explicou o auditor fiscal da Receita Federal e responsável pelo Imposto de Renda, José Carlos da Fonseca.

Fazendo a devida correção, a declaração será novamente analisada pela Receita Federal e, caso esteja tudo correto a restituição será liberada, o que pode ocorrer nas seguintes datas:

  • 31 de agosto;
  • 30 de setembro.

Dica Extra do Jornal Contábil : Aprenda a fazer Declaração de Imposto de Renda. Aprenda tudo de IR em apenas um final de semana

Conheça nosso treinamento rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber sobre IR. No curso você encontra:

Conteúdo detalhado, organizado e sem complexidade, videoaulas simples e didáticas,passo a passo de cada procedimento na prática. 

Tudo à sua disposição, quando e onde precisar. Não perca tempo, clique aqui e aprenda a fazer a declaração do Imposto de Renda.

Comentários estão fechados.