Será liberado novo lote de pagamento das restituições para os contribuintes do IRPF. O pagamento deverá acontecer no dia 31 de agosto. Segundo o cronograma administrado pela Receita Federal, as devoluções do imposto de renda para o quarto grupo de beneficiários passará a ser feita no fim do mês.

receita federal

Os valores irão variar de acordo com as declarações de cada pessoa e deverão ser enviados para as contas bancárias sinalizadas pelos contribuintes.

As restituições do Imposto de Renda são destinadas apenas para aqueles contribuintes que tiveram despesas maiores do que o teto tributário nacional.

Geralmente, são destinadas para pessoas com dependentes familiares e se aplicam também aos gastos com saúde e educação. Para quem se separou, e paga pensão para filhos, a probabilidade de receber um abono também é grande.

Calendário das restituições do IRPF

Para 2020, a Receita Federal antecipou o cronograma de depósitos. Sendo cinco rodadas de pagamento, a definição de cada uma delas irá variar de acordo com a data em que o contribuinte fez o envio de sua declaração.

Sendo assim, quem mandou mais cedo os informes para a Receita Federal, mais rápido receberá a devolução.

As pessoas acima de 60 anos, terão prioridade, assim como também quem possui deficiência e as que têm como maior renda o magistério.

Veja o cronograma

  • 1º lote: 29 de maio de 2020 (pago)
  • 2º lote: 30 de junho de 2020 (pago)
  • 3º lote: 31 de julho de 2020
  • 4º lote: 31 de agosto de 2020
  • 5º lote: 30 de setembro de 2020

Contato com a Receita Federal

Em caso de entraves ou dívidas sobre o pagamento, o órgão está fazendo um atendimento digital. Você deverá informar o número do CPF para a verificação de seu cadastro.

Basta ligar para os seguintes números de telefone:

4004-0001 (capitais); 0800-729-0001 (demais localidades); 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos).
Podendo també realizar consulta através do portal da Rceita Federal (sendo possível conferir o lote de pagamento no qual está incluso).

“Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha, jornalista do Jornal Contábil”