Já estão liberados os empréstimos de até R $5.000 via Caixa Tem? Confira.

0

Diante das atuais conjunturas, bem como os impactos sociais e econômicos gerados pela pandemia da covid-19, o Governo Federal vem trazendo alternativas de amparo aos mais prejudicados. Uma novidade em pauta, são os empréstimos, de R $1.500 a $5.000 via Caixa Tem. 

Desta forma, a proposta deve contar com um orçamento inicial de cerca de R $10 milhões, podendo atingir até R $25 milhões, para assim atender a todos que necessitam desta. Sendo assim, quanto maior for demanda mais verba será disponibilizada para a distribuição dos empréstimos. Conforme projeção da Caixa Econômica Federal. 

Os empréstimos já estão liberados? 

Apesar de já estar entre as pautas do governo, e de muito se falar dos empréstimos nas redes, vale lembrar, que eles ainda não estão liberados. Contudo, a proposta já está encaminhada para os seus ajustes finais, ou seja, em breve deve ser divulgado mais informações sobre a nova linha de crédito. 

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Brasília, DF, Brasil: Caixa Econômica Federal. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Deste modo, ainda estão sendo definidas questões referentes às concessões e exigências dos empréstimos, segundo informações do governo junto à Caixa Econômica. Em razão disso, ainda não é possível solicitar. 

Caixa Tem

O aplicativo da Caixa Econômica Federal já vem se estabelecendo como o principal meio de distribuição de benefícios, sendo responsável pelos pagamentos do Auxílio Emergencial, bolsa família e do programa BEM. Fora isso, o Caixa Tem conta com uma série de serviços, enquadrando funções como, saques, transferências e pagamento de boletos. Além disso, é possível fazer transações através de novas tecnologias, como uso do QR code, e das funcionalidades do PIX. 

Posto isto, confira alguns serviços ofertados pelo aplicativo:

  • Cartão de Débito Virtual (Utilizado para compras ‘online’);
  • Compras diretamente com o comprador através do QR code
  • Seguro de vida;
  • Microcrédito.

Conteúdo por Lucas Machado