Já pensou em abrir uma empresa nos EUA? Saiba como Fazer

0

Diferente do que muita gente pensa, qualquer um pode iniciar um negócio no país norte-americano, até aqueles que não são Estadunidenses.

O processo para abrir uma empresa em solo norte-americano não é um bicho de sete cabeças, no entanto, deve-se atentar na conjuntura de leis que cada estado obedece. Isto porque, o país simultaneamente uma república e uma federação, ou seja, ele é composto por estados nos quais há tipo específico de governo, todavia, são reunidos por uma só federação 

De forma geral, o país não exige nenhum tipo de visto para realizar o processo, bastando apenas um passaporte válido. Além disso, não é necessário morar ou estar em solo americano para dar início ao seu negócio. Sendo assim, é possível fazer o procedimento à distância, com a possibilidade de abrir um escritório virtual em casos do empreendedor não ter um imóvel físico. 

Posto isto, entenda de forma mais detalhada como é realizado o processo para ingressar em meio as empresas norte-americanas, e os documentos necessários para tal. 

Informações necessárias para abrir uma Empresa em solo Americano  

De antemão, vale dizer que não é necessário ter um sócio para abrir seu negócio, mas caso tenha, todos eles podem ser estrangeiros, considerando a mesma regra de precisar apenas de passaporte válido. Além disso, nos Estados Unidos não é necessário informar o ramo de atuação, diferentemente de como é feito aqui no Brasil.

Posto isto, confira os documentos necessários, além dos pessoais, para realizar o  processo: 

  • É necessário solicitar o EIN (Federal Employer Identification Number)
  • Contratos internos (se sua empresa for um LLC) OU;
  • Os Bylaws, Minutes of First Organizational Meeting e Shares Certificates (se sua empresa for uma CORP)

Estas categorias de empresa serão citadas no procedimento a seguir: 

Procedimento de abertura de empresa nos EUA

Sua empresa pode atender algumas categorias, como serviços digitais, tecnologias, limpeza e ecommerce.  Sendo estes, tipos de negócios que compartilham de um processo de abertura similar entre eles. 

Previamente é necessário conferir se o nome desejado para o seu negócio, já não corresponde a uma empresa americana. Esta etapa pode receber o auxílio da Company Combo (empresa americana que disponibiliza informações para abertura de negócios em solo americano). 

Feito isso, cabe a você decidir se sua empresa será CORP (corporation) ou LLC, a escolha de muitos estrangeiros é pelo primeiro modelo citado. Isto porque, a LLC exige uma declaração de imposto anual a todos os sócios, enquanto na CORP, esse procedimento só é necessário em caso de distribuição de lucros entre os acionistas. 

Contudo, a orientação é que se procure um consultor especializado para te guiar na escolha destas categorias. 

Além destes, também se faz necessário outros passos primordiais para ingressar no mercado Estadunidense. Confira: 

  • Ter conta aberta em um banco americano: As transações feitas pelo seu negócio, serão feitas por essa conta;
  • Ter um endereço nos Estados Unidos: Este pode ser tanto físico quanto digital, sendo possível abrir um escritório virtual, como já foi dito;
  • Ter um Sales Tax: Não passa de um documento que te permite a cobrança e o repasse de impostos sobre os produtos da sua empresa. Sendo necessário na maior parte dos estados Americanos. 
  • Registrar sua empresa em algum estado norte-americano: Este processo deve ser feito para criar entidade legal, ou seja, amparada pelo registro de alguma autoridade legal. Isto é feito através de um cadastro no Departamento de Corporações do Estado. 

Cabe salientar, que o valor gasto e tempo da execução deste procedimento varia conforme o tipo de negócio e o estado escolhido. Porém, a previsão aponta que será gasto em torno de R $500 à R $2.000. 

Conteúdo por Lucas Machado