Cerca de 40% do espaço de exposição da Fenalaw 2019, maior plataforma de conteúdo e negócios jurídicos da América Latina, estão dominados por startups de tecnologia voltadas para o setor jurídico

O nicho das lawtechs ou legaltechs, startups de tecnologia voltadas para o setor jurídico, está crescendo em ritmo acelerado. Este tipo de negócio está em alta, porque é visto pelos profissionais do setor como uma saída de desburocratização e modernização do sistema judiciário brasileiro.

A Associação Brasileira de Lawtechs e Legaltechs (AB2L) registrou crescimento de 2.010% no número de empresas associadas. Criada em 2017, a AB2L passou de 20 associados para 422 em apenas três anos. “As lawtechs surgiram para gerar um ganho em eficiência na gestão de processos, deixando mais tempo para o advogado desempenhar o seu papel focado no cliente”, afirma o diretor executivo da AB2L, Daniel Marques.

A “explosão” de crescimento dessas startups também chegou à Fenalaw, maior plataforma de conteúdo e negócios jurídicos da América Latina, que está com 40% do espaço de exposição do evento comercializados para empresas do segmento. O evento acontece em São Paulo, de 23 a 25 de outubro no Centro de Convenções Frei Caneca.

Abaixo listamos seis lawtechs que estarão presentes na Fenalaw 2019 e as soluções que estão transformando o meio jurídico.

1 – Análise de decisões judiciais
O Cockpit Jurídico, principal produto da DigitaLaw, contempla toda a base nacional de processos, o que possibilita a análise assertiva de informações sobre como os juízes julgam, valores médios de condenação, tempo de julgamento, entre outros dados relevantes para a tomada de decisões. A plataforma possui atualmente mais de 1 milhão de processos registrados.

Moro

2 – Gestão de contratos na nuvem
Seguindo a tendência de diminuir a quantidade de papel, desburocratizar os processos e fazer uma efetiva gestão de contratos, a plataforma Contraktor faz o gerenciamento de contratos em nuvem. Os planos de venda são personalizados por tipo de empresa e vão desde requisitos básicos para criação, assinatura e armazenamento de contratos em nuvem até funcionalidades mais avançadas com criação rápida de modelos de contratos e certificação digital.

3 – Chatbot via WhatsApp
O chatbot Justine é integrado ao software jurídico para uso corporativo da ProJuris. O chat interage via WhatsApp com o usuário e faz consultas e busca de processos. A ProJuris cresceu 50% por ano nos últimos três anos: são 1.800 clientes e mais de 20 mil advogados que utilizam os produtos atualmente.

4 – Gestão de processo com inteligência artificial
O TecnoJURIS da Tecno2 usa inteligência artificial para analisar a movimentação de processos, o que otimiza as tarefas do advogado, como a inclusão de prazos, agendamento de audiências e outros atos.

5 – Resolução de disputas online
O software JUSTTO é uma plataforma de negociação de acordos online. O sistema oferece uma visão geral de todas as negociações em andamento em tempo real. A solução emprega inteligência artificial para entregar relatórios de performance e insights das negociações que ajudam a conhecer o perfil da carteira de clientes e direcionar a melhor política de acordos.

6 – Auxílio em investigações
A plataforma upMiner da upLexis utiliza o poder de tecnologias de big data, inteligência artificial e computação em nuvem para automatizar consultas em centenas de fontes de conhecimento disponíveis na internet, bureaus de crédito e bases de dados proprietárias, processando e cruzando milhares de informações sobre empresas e pessoas em tempo real e gerando relatórios gráficos e analíticos de fácil leitura e interpretação.

Sobre a Fenalaw: A Fenalaw é a maior plataforma de conteúdo e de negócios jurídicos da América Latina, consagrada como o principal encontro de departamentos jurídicos e escritórios de advocacia do País. 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.