Liberação do 13º para aposentados do INSS e aprovação do 14º

0

A liberação do 13° salário para os aposentados do INSS é um dos desejos da equipe econômica. A intenção seria liberar a primeira parcela em fevereiro e a segunda em março, mas, pelo andar das coisas, isso não vai acontecer, até porque, já falaram, que antecipação deverá acontecer até agosto.

Designed by LightField Studios / shutterstock
Designed by LightField Studios / shutterstock

Lembrando que pelo que está programado pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), a primeira parcela será paga em agosto e a segunda em novembro. Sendo assim, não haveria necessidade de aprovar o 14° salário.

A antecipação do 13° salário, segundo a equipe econômica, será para diminuir o impacto da pandemia que continua assustando muito a população de maneira geral, bem como os números de contágios e óbitos pela doença.

A expectativa pelo décimo quarto salário surgiu em virtude da antecipação do décimo terceiro salário (13 salário) que ocorreu no início da pandemia do Covid-19 no ano passado.

Muitos dos aposentados e pensionistas que receberam o 13° salário antecipado, gastaram todo o valor na época e, no final do ano, não tinham a expectativa de nenhum valor extra.

Foi por isso que surgiu o Projeto de Lei nº 3.657/2020, que buscava dobrar, em 2020, o abono anual dos segurados e dependentes do Regime Geral de Previdência Social (RGPS), instituindo, na prática, 14° salário em favor dos que recebem os seguintes benefícios:

· Auxílio doença;

· Auxílio acidente;

· Aposentadoria;

· Pensão por morte;

. Auxílio reclusão

· Auxílio reclusão.

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil