Lista de auxílios emergenciais estaduais e municipais liberados

0

A nova prorrogação do Auxílio Emergencial promete ajudar mais de 40 milhões de famílias neste inicio de 2021. Porém, por enquanto à sua liberação ainda levará algumas semanas até que o governo federal possa bater o martelo com a volta do benefício.

Dentro desse cenário, governadores e prefeitos estão optando por criar seus próprios programas de distribuição de renda, afim de reduzir os impactos da pandemia. No geral, pelo menos 14 estados brasileiros em trabalho conjunto com seus governos locais estão oferecendo benefícios a cerca de 1,8 milhão de pessoas.

Auxílio emergencial estadual e municipal

Confira à seguir a lista com alguns dos principais municípios com suas vertentes de auxílio emergencial. Vale lembrar que o formato bem como o número de pessoas beneficiadas variam conforme vigência, valor e regras dos municípios e estados. Existem ações e projetos nas cidades São Paulo, Salvador, Manaus, Cuiabá e Goiânia, bem como em localidades do interior, como Canoas (RS), Bela Vista de Goiás (GO) e Gaxupé (MG).

Apesar de serem medidas contra a pandemia de coronavírus, o formato dos auxílios e o número de pessoas beneficiadas variam em questão de vigência e valor. Observe:

Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Programa Bora Belém (PA)

A prefeitura de Belém no Pará em parceria com o governo e estado, oferta um benefício no valor de R$ 450 mensais para 9 mil famílias.

Programa social de Bela Vista de Goiás (GO)

O programa Bela Vista de Goiás vai oferecer R$ 300 por seis meses a famílias com renda mensal de até R$ 89. A proposta no entanto ainda aguarda apreciação de vereadores.

Programa Bolsa Rolândia (SP)

A prefeitura de Rolândia no Estado de São Paulo oferecerá um benefício no valor de R$ 300 pelo prazo de três meses, sendo março, abril e maio. Cerca de 1.636 famílias serão beneficiadas.

Programa Auxílio Manauara (AM)

O governo do estado do Amazonas pretende beneficiar famílias manauaras com o benefício no valor de R$ 200 mensais durante seis meses, sendo passível de prorrogação por outros seis. Em sua totalidade, 40 mil famílias serão contempladas com os recursos.

Programa social de São Paulo (SP)

O prefeito da cidade de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), pretende retomar com o pagamento que pagou no ano passado a quantia de R$ 300, divida em três parcelas de R$ 100. A volta do benefício foi aprovado em primeira votação e deve ser sancionado em plenário na Câmara dentre os próximos dias. A estimativa é de que 1,3 milhão de pessoas estejam aptas a receber a ajuda.

Programa emergencial de Salvador (BA)

Diferente do que ocorre com a São Paulo, o prefeito eleito de Salvador, Bruno Reis (DEM), decidiu continuar sem interrupção a ajuda emergencial no valor de R$ 270. A iniciativa tem previsão para durar até março, a vantagem é que no mês de março o Auxílio Emergencial deve retomar seus pagamentos.

Programa Renda Família de Goiânia (GO)

A prefeitura de Goiânia aprovou a liberação do programa que vai pagar R$ 300 reais por mês a famílias de baixa renda pelo período de seis meses. No total 24 mil famílias devem ser beneficiadas com um cartão social, que poderá se utilizado exclusivamente para a compra de alimentos em supermercados e estabelecimentos da capital.

Programa Auxílio Macapá (AP)

A prefeitura de Macapá oferece o chamado “auxílio alimentação”, que paga um benefício no valor de R$ 300. A medida, que teve sua aprovação em dezembro, foi pensada como uma solução financeira urgente enquanto a nova rodada de pagamentos do auxílio emergencial não for liberada.