Lista de doenças que podem garantir a isenção do imposto de renda em 2021

Os contribuintes brasileiros já estão se organizando para fazer a Declaração do Imposto de Renda. Mas você sabia que pode ter direito à isenção desta declaração? São várias as situações que podem garantir a isenção do imposto, especialmente no caso de doenças graves ou ocupacionais. Por isso, há uma lista com 16 enfermidades que garantem a isenção. Acompanhe o nosso podcast e saiba quais são elas!

0

O Imposto de Renda é um tributo cobrado pelo Governo Federal sobre as receitas de pessoas e empresas, sejam elas residentes no país ou no exterior, mas que receberam de fontes de renda no Brasil. 

A tributação é diferente para Pessoa Física e Jurídica, para exemplificar de forma mais simples o IR é um valor descontado, obrigatoriamente, de rendimentos auferidos durante o ano como o salários, aluguéis, prêmios de loterias e investimentos, sendo repassados ao governo.

A Declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física é feita através  do desconto também conhecido como retenção diretamente da fonte sobre seus rendimentos no ano-calendário, ou, como na situação  dos autônomos, recolhem mensalmente por meio do do carnê-leão,

Assim, todas as informações apuradas mensalmente são lançadas e consolidadas dentro da declaração anual, gerando o imposto que precisa ser recolhido ou o valor que deve ser restituído aos contribuintes.  

Porém o que muitos brasileiros não sabem é que podem ter direito à isenção desta declaração.

São várias as situações que podem garantir a isenção do imposto de renda, especialmente no caso de doenças graves ou ocupacionais. 

Mas para regulamentar essa isenção, a Receita Federal estabeleceu uma lista com as doenças que motivam a isenção. 

Lista de doenças 

Então, conheça agora a lista de doenças que motivam a isenção. Para ser mais preciso são 16 doenças, sendo a maioria grave ou irreversível.

Essas enfermidades estão previstas em lei, e podem ser conferidas no artigo 6º da Lei nº 7.713/88. São elas:

Designed by @freepik / freepik
Designed by @freepik / freepik
  • AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida);
  • alienação mental;
  • cardiopatia grave;
  • cegueira;
  • contaminação por radiação;
  • doença de Paget em estados avançados (Osteíte deformante);
  • doença de Parkinson;
  • esclerose múltipla;
  • espondiloartrose anquilosante;
  • fibrose cística (Mucoviscidose);
  • hanseníase;
  • nefropatia grave;
  • hepatopatia grave;
  • neoplasia maligna;
  • paralisia irreversível e incapacitante;
  • tuberculose ativa.

Comprovação

Se você possui alguma dessas doenças, pode pedir a isenção em 2021.

Para isso, é preciso reunir certos documentos para serem apresentados à Receita Federal. 

Dentre os documentos exigidos, está incluso o laudo médico para comprovar se você é portador de doença grave ou ocupacional. 

Nele precisa constar o CID (Código da Doença), a identificação do médico, além da descrição do caso específico e data do diagnóstico. 

Mas lembre-se: não é preciso que você esteja aposentado por invalidez para ter isenção de IR. 

Por hoje é só, pessoal. 

Se você precisa contribuir em 2021 fique atento e não perca o prazo, para não gerar a multa, o calendário oficial ainda não foi divulgado pelo Governo Federal.

No ano passado, em 2020 o prazo para a declaração foi prorrogado, devido a pandemia da covid-19, porém neste ano ainda não há informações sobre prorrogação ou prazos.

Não se esqueça de se inscrever no canal e para acompanhar os próximos temas.

Até logo! 

Dica Extra do Jornal Contábil : Aprenda a fazer Declaração de Imposto de Renda. Aprenda tudo de IR em apenas um final de semana

Conheça nosso treinamento rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber sobre IR. No curso você encontra:

Conteúdo detalhado, organizado e sem complexidade, videoaulas simples e didáticas,passo a passo de cada procedimento na prática. 

Tudo a sua disposição, quando e onde precisar.

Não perca tempo, clique aqui e aprenda a fazer a declaração do Imposto de Renda.