Livro Razão: o que é e para que serve?

0

As empresas brasileiras devem fazer o controle do faturamento, vendas, valores em caixa, assim como as demais informações através da escrituração dos livros contábeis.

Alguns, inclusive, são obrigatórios por lei e precisam ser escriturados por um contador, para garantir a regularidade do empreendimento perante os órgãos fiscalizadores. 

Mas, você sabia que existem vários tipos de livros contábeis? Os principais são: 

  • Livro Diário; 
  • Livro Caixa; 
  • Livro de Registro de Inventário;
  • Livro de Registro de Prestação de Serviços;
  • Livros auxiliares ou Livros Fiscais;
  • Livro Razão. 

Assim, uma única empresa possui vários modelos de livros contábeis, desta forma, o contador deve verificar quais são os livros obrigatórios e facultativos, além do prazo de escrituração.

Por isso, hoje vamos falar sobre o livro que é fundamental ao processo contábil e exigido para empresas que fazem a adesão à tributação do Imposto de Renda com base no Lucro Real.

Então, acompanhe este artigo e entenda como funciona o Livro Razão! 

O que é o Livro Razão? 

Este é um livro indispensável, sendo possível acompanhar separadamente o movimento de todas as contas.

Assim, o gestor pode conhecer seus saldos, possibilitando a apuração de resultados e elaboração de demonstrações contábeis, como o balancete de verificação do razão, balanço patrimonial, etc.

Desta forma, nele são detalhados todos os lançamentos realizados no diário, sendo usado para resumir e totalizar, por conta ou subconta, os lançamentos.

Ele reúne as contas patrimoniais, como as informações contidas no Balanço patrimonial e na DRE (Demonstração do Resultado do Exercício), sendo composto pelos seguintes informações:

  •  ativo, 
  • passivo,
  • patrimônio líquido,
  • por receitas, 
  • despesas,
  • custos.

Escrituração

Ao escriturar o Livro Razão, é preciso estar atento às seguintes informações: 

  • Nome da conta;
  • Data do lançamento (dia, mês e ano de ocorrência do fato);
  • Contrapartida;
  • Histórico do lançamento;
  • Débito e Crédito;
  • Saldo;

Além disso, o livro deve conter o termo de abertura e de encerramento, além da assinatura do representante legal da empresa e do contador responsável. 

Documento manuscrito

Caso o livro seja escriturado manualmente, é preciso que ele também tenha o nº da folha correspondente no livro diário.

Não é preciso que este livro seja encadernado, mas deve ser mantido em boa ordem.

Lembre-se ainda de autenticá-lo na Junta Comercial, visto que este documento possui informações do livro diário, onde estão as operações contábeis que ocorrem diariamente. 

Assim, certifique-se de que foram seguidas todas as Normas Brasileiras de Contabilidade, que são estabelecidas de acordo com os Princípios de Contabilidade, a fim de evitar a aplicação de penalidades. 

Documento digital

O Livro Razão também pode ser feito de forma digital, através do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED), que deve ser realizada através da Escrituração Contábil Digital (ECD).

O SPED foi instituído pelo Decreto nº 6.022, de 22 de janeiro de 2007, sendo considerado um avanço na informatização da relação entre o fisco e os contribuintes.

Em ambos os casos, certifique-se de ter o livro disponível para consulta pelo período mínimo de cinco anos após o fim do exercício. 

Vantagens

Através dos Livros Razão, o gestor da empresa pode acompanhar todas as contas patrimoniais que foram descritas no Livro Diário, a fim de saber sobre os registros contábeis que possam estar em aberto.

Assim, podemos destacar as principais vantagens de manter a escrituração dos Livros Contábeis em dia. São elas: 

  • Controle financeiro e econômico detalhadamente apurado;
  • Redução dos riscos de aplicação de multas por parte do fisco, com a certeza de que tudo está sendo feito conforme a legislação vigente;
  • Melhoria da gestão e tomada de decisão quando aliado a um bom software ERP, propiciando vantagens sobre os concorrentes.

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.
Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Por Samara Arruda