Mais empresas têm inscrição suspensa por falta de contador




Pela segunda vez este ano, a Secretaria da Fazenda de Goiás suspendeu inscrições no Cadastro de Contribuintes do Estado por falta de contador. Na primeira vez foram quase 7 mil suspensões – volume maior por tratar-se de ação inédita. Neste mês, somaram 196 as suspensões de pessoas jurídicas ativas.

As informações são da coordenação de Cadastro, da Gerência de Inteligência e Informações Econômicos-fiscais (Gief). A exclusão será feita a cada dois meses, que é o prazo que a empresa tem para se regularizar e providenciar novo contador.

Regularização: A Sefaz disponibiliza em seu site consulta, por inscrição estadual, a empresas suspensas, baixadas e cassadas que tiveram as portarias publicadas no Diário Oficial do Estado (DOE). Pelo endereço www.sefaz.go.gov.br, o contribuinte tem acesso aos dados e aos anexos das portarias com a relação das empresas nestas situações. A pesquisa é feita clicando no banner CCE (Cadastro de Contribuintes do Estado) à consultas à portarias.

A coordenação de Cadastro implantou no sistema CCE a reativação da inscrição suspensa, com alterações, concomitantemente, à inclusão de contador. Assim, já é possível reativar a empresa suspensa através de um único evento cadastral, sem a necessidade de incluir primeiro o contador para depois solicitar a reativação. A coordenação alerta que a vistoria continua obrigatória para esses casos.

Comunicação Setorial – Sefaz​

[useful_banner_manager banners=21 count=1]

Comente no Facebook

Comentários

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

Anúncios