Malha fina: Confira o passo a passo de como verificar a situação do seu Imposto de Renda

0

Verificar se a sua declaração caiu na malha fina é muito importante para evitar problemas mais sérios com o fisco.

Segundo a Receita Federal, aproximadamente 910.996 declarações caíram na malha fina deste ano, ou seja, em torno de 2,74% de todos os documentos entregues ficaram retidos por alguma razão.

Entre os principais motivos para retenção das declarações está a omissão de renda, erros de informação ou documentação incompleta.

Quanto antes você consultar o seu processo e souber se caiu na malha fina, mais tempo terá de corrigir as pendências e os erros, evitando o risco multas e notificações indesejadas.

Como verificar se sua declaração caiu na malha fina?

Todas as informações que você precisa saber estão disponíveis no portal e-CAC da Receita Federal. Com apenas alguns documentos em mãos, além do código de acesso, você consegue verificar o seu processo rapidamente.

Veja só!

  1. Acesse o portal e-CAC.
  2. Informe os dados solicitados (CPF/CNPJ, código de acesso e senha).
  3. Ao entrar, procure pela opção “Declarações e Demonstrativos”.
  4. Clique em “DIRPF – Declaração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física”.
  5. Procure por “Meu Imposto de Renda (Extrato da DIRPF).
  6. Por último, clique na opção “Extrato do Procedimento” e escolha o ano de 2020, caso apareça “Com Pendências” significa que a sua declaração caiu na malha fina e que se faz necessário a retificação para regularizar sua situação.

É válido ressaltar que a ferramenta citada acima informa os problemas que fizeram com que o processo tenha sido retido, facilitando a correção, que pode ser efetuada através de uma declaração retificadora ou com envio de documentos, quando necessários.

Por conta da Covid-19, a Receita Federal automatizou todo o processo de retificação e envio de documentos para declarações retidas na malha, de modo que agora é possível realizar todo o procedimento de maneira totalmente online, seguindo estes passos:

  1. Acesse o link para “Malha Fiscal – Atendimento”.
  2. Procure pelo “e-Defesa” (você também pode pedir antecipação da análise da declaração).
  3. Se o seu processo estiver retido pela malha, clique em “Malha IRPF – Pendências” ou “Meu Imposto de Renda (Extrato da DIRPF), caso o contribuinte possua outras pendências em aberto.
  4. Na próxima página, faça o envio dos documentos necessários de acordo com o motivo pelo qual sua declaração foi retida.

O importante é ficar sempre acompanhando, pois não há razões para esperar pela multa ou pela notificação da Receita — e seguindo nossas dicas você consegue resolver tudo sem sair de casa e sem dificuldades.

Outra dica que pode servir de alerta é que se você sempre tem restituição a receber, o último lote de restituição de 2020 já ter sido liberado e seu nome não constar nessa lista, talvez signifique que você tenha sido pego pelo pente fino do leão.

Como consultar pendências no Imposto de Renda?

Para consultar possíveis dívidas, basta acessar o próprio site da Receita Federal, já que nele é possível verificar a situação do seu processo e ainda resolver algumas pendências com facilidade e a praticidade que a ferramenta oferece.

Através do site da Receita, e especificamente do portal e-CAC, você consegue retificar sua declaração, pedir o código de acesso, solicitar análise da declaração, entre outros serviços.

Na maioria dos casos, a ferramenta informa o motivo da pendência e a maneira como solucioná-lo.

Em algumas situações, é preciso pré-agendar uma visita a uma agência da Receita Federal mais próxima de você, o que também pode ser efetuado através do site.

Caso você não saiba em qual situação se encontra o seu processo perante o fisco, entre no portal e-CAC e procure pelo serviço “Consulta Pendências – Situação Fiscal”, na aba seguinte será possível encontrar:

  • visualizar pendências perante a Receita Federal e Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional;
  • emissão do DARF para débitos em situação de cobrança;
  • informações sobre parcelamentos e processos administrativos;
  • relatórios com informações cadastrais; e
  • instruções para regularizar as pendências.

De qualquer forma, o fisco possui um prazo de cinco anos para analisar a declaração enviada e responder ao contribuinte, sendo que após esse prazo a Receita Federal não poderá cobrar por qualquer dívida em aberto, assim como não poderá, também, efetuar nenhuma restituição ao declarante.

Sendo assim, a dica da Leoa é: após o envio da sua declaração, verifique o portal e-CAC com frequência para acompanhar todo o processo de análise, assim você poderá solucionar qualquer problema com antecedência sem prejudicar o prazo para restituição (caso você possua algum valor para receber)

Original Leoa blog

Dica Extra do Jornal Contábil : Aprenda a fazer Declaração de Imposto de Renda. Aprenda tudo de IR em apenas um final de semana

Conheça nosso treinamento rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber sobre IR. No curso você encontra:

Conteúdo detalhado, organizado e sem complexidade, videoaulas simples e didáticas,passo a passo de cada procedimento na prática. 

Tudo a sua disposição, quando e onde precisar. Não perca tempo, clique aqui e aprenda a fazer a declaração do Imposto de Renda.