De acordo com Pesquisa Tracking, realizada mensalmente pela Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco), as vendas no varejo de material de construção tiveram queda de 2% em novembro, mas acumulam alta de 4% em 2019.

A Anamaco ouviu a opinião de mais de 530 varejistas em todo o Brasil para entender como está o comércio que envolve telhas, tijolos, fios, encanamento e concreto, entre outros itens.

“As expectativas para este mês eram baixas, mas a Black Friday fez com que o volume negociado não fosse tão pequeno”, destacou Cláudio Conz, presidente da Anamaco.

[banner-rotativo]

A queda nas vendas não foi percebida em todas as regiões brasileiras. Na verdade, no Nordeste houve crescimento de 5% nas vendas, e no Sul cresceu 1%. Porém, os números negativos de outros locais impactou na medição nacional. A retração foi observada no Norte (14%), Centro-Oeste (10%) e Sudeste (7%).

“Nesta época, em que as famílias já se preparam para comemorar as festas de fim de ano, as vendas de tintas sempre têm resultados positivos e, em novembro, cresceram 6%. Os revestimentos cerâmicos e as telhas de fibrocimento cresceram 1% em relação a outubro”, afirma Conz.

A expectativa é que os resultados sejam positivos em dezembro. 45% dos empresários do setor de material de construção esperam bom desempenho nas vendas no fechamento do ano.

Pesquisa Tracking Anamaco é realizada pelo Instituto de Pesquisas da Anamaco e tem o apoio da Anfacer, Abrafati e Instituto Crisotila Brasil.