Home Chamadas Mecânico pode ser MEI? Veja como se formalizar

Mecânico pode ser MEI? Veja como se formalizar

O setor automotivo está sempre em constantes transformações, por isso, o profissional da mecânica precisa se manter atualizado sobre as inovações do mercado, além de oferecer atendimento especializado para seu cliente e prestar o devido auxílio quanto à revisão do veículo.

Geralmente esse profissional atua de forma autônoma, ou seja, trabalha por conta própria em sua oficina e, por isso, acaba perdendo certas oportunidades que podem contribuir com o desenvolvimento do seu negócio. 

Mas sabia que é possível se formalizar como empreendedor, no intuito de regularizar sua atividade e melhorar seus serviços, afinal para esse trabalho é preciso ter confiança naquele que irá cuidar do nosso veículo que, na maioria das vezes é a nossa de trabalho.

Então, se você atua neste setor, veja neste artigo as principais informações do registro através da categoria MEI (microempreendedor individual), quais os custos, benefícios e como se formalizar. 

O que é MEI?

Esta categoria se trata de um regime de tributação voltado às micro e pequenas empresas.

Através dele é possível pagar menos impostos e contar com certos benefícios e vantagens que são oferecidas ao empreendedor.

Contudo, o interessado em se registrar deve cumprir outros critérios para se formalizar e, dentre eles está o faturamento máximo de até R$ 81 mil por ano e não possuir outra empresa ou ser administrador.  

Então, se você cumpre esses requisitos, o próximo passo é verificar se a sua atividade é permitida para adesão à categoria. 

Como falamos acima, a profissão de mecânico está permitida e possui um código CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas), que serve para definir de forma padronizada todas as atividades econômicas do país.

Nesta profissão, o código é 4520-0/01 e está relacionado ao comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas.

Desta forma, os profissionais que realizam esse trabalho podem ainda desenvolver as seguintes atividades: 

SERVIÇOS DE ADAPTAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES PARA DEFICIENTES FÍSICOS;

SERVIÇOS DE CAMBAGEM DE AUTOMÓVEL;

SERVIÇOS DE CAMBAGEM EM ÔNIBUS, CAMINHÕES E VEÍCULOS PESADOS;

MANUTENÇÃO MECÂNICA DE CAMINHÕES, ÔNIBUS E VEÍCULOS PESADOS;

MANUTENÇÃO E REFORMA CARROÇARIAS, CARROCERIAS PARA CAMINHÕES, ÔNIBUS E VEÍCULOS PESADOS (INCLUSIVE MADEIRA);

SERVIÇOS DE CONVERSÃO DE MOTORES DE AUTOMÓVEL;

INSPEÇÃO MECÂNICA E ELÉTRICA PARA VEÍCULOS AUTOMOTORES PARA FINS DE VISTORIA;

SERVIÇOS DE MONTAGEM DE CALIBRADORES EM ÔNIBUS E CAMINHÕES;

OFICINA MECÂNICA DE VEÍCULO AUTOMOTOR;

SERVIÇOS DE REPARAÇÃO EM SISTEMAS DE INJEÇÃO E IGNIÇÃO ELETRÔNICA EM VEÍCULOS AUTOMOTORES;

MANUTENÇÃO E REPARAÇÃO DE TANQUES, RESERVATÓRIOS E CILINDROS METÁLICOS PARA VEÍCULOS AUTOMOTORES;

SERVIÇOS DE VIDRAÇARIA EM CAMINHÕES, ÔNIBUS E VEÍCULOS PESADOS;

SERVIÇOS DE VIDRAÇARIA, VIDRACEIRO EM VEÍCULO. 

Vantagens da Formalização 

O profissional que se formaliza conta com algumas vantagens como a emissão de notas fiscais, o que dá mais confiança e garante segurança jurídica ao serviço.

Além disso, têm acesso mais facilitado à ferramentas que possuem o objetivo de ajudar no desenvolvimento do empreendimento, como por exemplo, o acesso a empréstimos, financiamentos e cartões de crédito. 

Vale lembrar que o MEI não precisa enfrentar tanta burocracia para pedir seu registro, pois tudo é feito de forma bem simples, via internet.

Também é importante saber sobre a cobertura previdenciária: o profissional passa a contar com seis benefícios pagos pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), são eles: 

  • salário-maternidade, 
  • auxílio-doença, 
  • auxílio-reclusão, 
  • pensão por morte, 
  • aposentadoria por invalidez 
  • aposentadoria por idade

Custos 

Para garantir esses benefícios, é preciso fazer a contribuição mensal através do pagamento do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS).

Então, este será o único custo que o MEI terá e esta quantia é fixa, mas dependente da atividade desenvolvida pelo empreendedor.

Neste guia constam valores relacionados à contribuição para a Previdência Social, além dos tributos ICMS e ISS.

Então, para aqueles que querem se registrar este ano, os valores são: 

  • Comércio e Indústria: R$ 56,00 (INSS + ICMS)
  • Serviços –  R$ 60,00 (INSS + ISS)
  • Comércio e Serviços – R$ 61,00 (INSS + ICMS/ISS)

Como abrir um MEI?

O registro é feito mediante o cadastro dos dados solicitados via Portal do Empreendedor, que possui novo endereço de acesso: Portal gov.br. depois busque pela área de “Empresas & Negócios”.

É possível realizar esse procedimento sozinho, mas para te explicar como funciona o MEI, conte também com o apoio de um profissional contábil. 

  • Acesse o portal do Empreendedor e informe seu CPF; data de nascimento e DIRPF (Declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física) caso tenha declarado nos últimos 2 anos; 
  • Se você for isento, informe seu título de eleitor;
  • Depois registre os dados da atividade desenvolvida; 
  • Desta forma, você deve conferir seus dados e clicar em enviar;
  • Feito isso, uma mensagem aparecerá informando que o cadastro foi realizado e você pode imprimir o Certificado do MEI.

Dica Extra do Jornal Contábil: MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio.  Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. 

Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com toda burocracia, risco de inadimplência e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio. 

Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!

Por Samara Arruda

Must Read

Mães que ficaram sem auxílio poderão receber retroativo de R$ 1.200

As mães que são provedoras do lar, que não puderam receber as duas primeiras parcelas do auxílio emergencial a que teriam direito,...

Abono do PIS/Pasep não vai ser pago aos trabalhadores

O abono salarial do PIS/Pasep ano base 2020 que deveria se iniciar agora no segundo semestre de 2021 não vai mais ser...

Antecipação da 3ª parcela do auxílio emergencial e seu calendário atual

A Caixa Econômica Federal começa a pagar a terceira parcela do auxílio emergencial em 8 dias, mais precisamente, no dia 20 de...

INSS: como consultar o resultado do benefício?

Se você passou por perícia com a intenção de receber algum benefício previdenciário, é necessário acompanhar o status do pedido para verificar...

Doenças que concedem a aposentadoria por invalidez

Será que você tem direito de se aposentar porque é acometido de uma doença crônica e não sabe? Vamos sanar suas dúvidas....