MEI: 4 erros que você não pode cometer

0

Sem dúvidas, a abertura de um MEI é extremamente vantajosa para os empreendedores que buscam começar o seu empreendimento.

No entanto, mesmo que o programa seja altamente relevante e simplificado, a rotina e as tarefas podem fazer com que um MEI desprevenido cometa alguns erros que possam gerar futuras frustrações (e até prejudicar o andamento do negócio).

Por essa razão, o microempreendedor individual precisa estar totalmente ciente quanto às suas responsabilidades dentro do negócio, fazendo com que ele funcione de maneira adequada e evitando possíveis dores de cabeça.

Se você abriu um comércio, indústria de resina epóxi, agência de publicidade, entre qualquer outro segmento válido para o MEI, e quer saber quais são os erros que você não pode cometer para crescer seu negócio, então nós vamos te explicar tudo nas próximas linhas.

Continue nos acompanhando e saiba os principais erros cometidos pelo MEI que podem afundar a sua empresa! Vamos lá?

1- Não se atentar ao processo de abertura do MEI

Antes de mais nada, é preciso levar em consideração o próprio processo de abertura do MEI.

Afinal de contas, dentro dos passos a serem seguidos para realizar o cadastramento, é preciso localizar a modalidade correta de enquadramento do MEI.

Se você decidiu abrir uma empresa de revestimento de cilindros, por exemplo, analise qual em qual modalidade a sua área de atuação se encaixa.

2- Não ter controle das finanças empresariais

O próximo erro de muitos empreendedores que optam pelo MEI é não conseguir ter controle sobre as finanças da empresa.

Desconhecer os números básicos no orçamento do seu negócio, assim como não manter o registro do fluxo de caixa em dia pode ser um passo inicial para grandes desastres no futuro.

Por essa razão, o controle financeiro é primordial e deve sempre ser levado em consideração.

Nessas horas, contar com um profissional contábil vai facilitar a sua organização e tomada de decisão, fazendo com que você tenha mais ciência sobre o que entra e sai da sua companhia.

3- Não lembrar Pró-Labore

Basicamente, o sócio administrador que trabalha em uma empresa tem direito ao seu próprio salário, que por sua vez, é chamado de Pró-Labore.

Se você abriu um MEI, uma das maneiras mais eficazes de diferenciar a sua vida social da profissional é com a remuneração pelo seu serviço prestado.

Lembre-se também de calcular um valor justo e que consiga suprir todas as necessidades da sua vida pessoal, sem prejudicar o seu orçamento empresarial.

4- Não conhecer as exigências para o seu tipo de estabelecimento

Por fim, mais um erro que você não pode cometer é não conhecer todas as exigências de seu tipo de estabelecimento.

Se você montar uma indústria de envelope awb, por exemplo, provavelmente terá que cumprir as exigências dos órgãos responsáveis de fiscalização, além de todas as documentações necessárias.

Todas essas obrigações são essenciais e devem sempre ser seguidas para que não haja nenhum atrito futuro entre a empresa e os órgãos reguladores.

Agora que você já sabe quais são os principais erros que um MEI não pode cometer, o que acha de começar o seu planejamento da forma correta e ter sucesso? Gostou do post? Conta pra gente!

Dica Extra do Jornal Contábil: MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio.  Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. 

Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com contador e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio. Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!

Esse artigo foi escrito por Rafaela Ricardo, Criadora de Conteúdo do Soluções Industriais.