Ao contrário do que muitos acreditam, vender pela internet é mais difícil do que parece.

Ter uma plataforma online pode até não exigir tantas burocracias e quanto por meio de um estabelecimento físico.

No entanto, existe muitas formalidades para que você consiga abrir uma loja online com sucesso, ao mesmo tempo que está regularizado com os órgãos competentes.

E uma das formas de cumprir com todos os requisitos de forma simples e dinâmica é abrindo um MEI para loja virtual.

Por sua vez, o MEI (Microempreendedor Individual) é uma modalidade criada em 2008, para estimular os empreendedores autônomos e informais para atuar dentro das conformidades da legislação, com o incentivo de uma carga tributária reduzida.

Por essa razão, o sistema do MEI é simplificado desde a sua abertura e acompanha diversas benéficas, como uma baixa taxa de impostos e a possibilidade de crescer profissionalmente.

E você pretende ter um e-commerce e vender produtos como sacola tnt, entre outros, então neste post nós iremos te explicar sobre todos os detalhes de como transformar esse objetivo em realidade.

Continue nos acompanhando para saber mais!

1- Consulte sobre a execução da sua atividade

Primeiro de tudo, é importante analisar quais são as atividades permitidas a serem realizadas dentro de casa.

Em alguns serviços e comércios, como na venda de produtos explosivos, por exemplo, é importante ter algumas certificações, como a do Corpo de Bombeiros, antes da empresa iniciar as suas atividades como MEI.

Na maioria das situações, é possível montar uma loja virtual e vender produtos, como seringa de insulina, produtos de decoração, entre outros, dentro da própria residência, No entanto, é importante verificar se existem restrições ou impedimentos nesse sentido.

2- Se cadastrar no MEI

O próximo passo será fazer o cadastro no MEI.

Esse processo pode ser feito de forma online e gratuita!

Para isso, é necessário fazer um cadastro no Portal de Serviços do Governo Federal, e após disso, você deve se cadastrar no Portal do Empreendedor.

Loja Virtual MEI

É importante ter todas as documentações pessoais e profissionais em mãos, além de escolher a sua área de atuação no site do cadastro.

Após a confirmação dos dados, você receberá o seu CCMEI (Certificado da Condição de Microempreendedor Individual), acompanhado do número do CNPJ e o NIRE.

3- Crie sua loja virtual

Por fim, após você criar o seu próprio MEI, é o momento de investir na construção de um e-commerce com uma estrutura otimizada e responsiva.

Se possível, procure um profissional especializado e crie a sua plataforma de e-commerce da forma mais segura possível.

Assim, seus clientes também te darão mais credibilidade no momento de compra com o seu website.

Além disso, no começo da abertura da loja virtual, é importante dedicar esforços para divulgar o seu site.

Se você vende masterbatch, por exemplo, utilize as redes sociais, faça parcerias e invista em estratégias de marketing, como o marketing de conteúdo ou os links patrocinados.

Agora que você já sabe como abrir uma loja virtual sendo um microempreendedor individual, o que acha de seguir essas dicas para ter sucesso? Gostou do post? Conta pra gente!

DICA EXTRA  DO JORNAL CONTÁBIL : MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio.  Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. 

Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com contador e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio. 

Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!

Esse artigo foi escrito por Rafaela Ricardo, Criadora de Conteúdo do Soluções Industriais.