Se você trabalha como Microempreendedor Individual (MEI), mas quer encerrar o registro, saiba que é possível fazer esse procedimento por conta própria no Portal do Empreendedor. Não existe custo nenhum e dá para cancelar a inscrição mesmo com o pagamento dos boletos atrasados. Descubra quais os principais pontos na hora de encerrar seu registro e confira um passo a passo para dar baixa no MEI.

O que você precisa saber para dar baixa ou cancelar o cadastro de Microempreendedor Individual

Não existe nenhuma taxa para cancelar o MEI, mas serão cobrados os meses em que você permaneceu cadastrado e não pagou os boletos dos Documentos de Arrecadação do Simples (DAS). E não importa em qual semana será feito o cancelamento: você terá que pagar pelo mês inteiro. “Por lei, o valor é um fixo mensal, ou seja, não é possível pagar proporcionalmente”, explica o consultor do Sebrae-SP, Sílvio Vunicic. No entanto, você não paga nenhuma taxa para dar baixa no cadastro como Microempreendedor Individual e o procedimento é totalmente online.

Antes de decidir cancelar o registro, verifique se você fez as Declarações Anuais do Simples Nacional (DASN SIMEI). A baixa do MEI será feita independentemente do pagamento dos boletos, ou seja, você não será impedido de cancelar a sua inscrição se estiver devendo. Mas fique atento: caso deixe algum pagamento pendente, saiba que a Receita Federal pode cobrar a dívida com juros futuramente, mesmo que você não seja mais um Microempreendedor Individual.

Como cancelar e dar baixa no MEI em dois passos

Você consegue cancelar o cadastro como Microempreendedor Individual pela internet e não paga nenhuma taxa adicional para dar baixa. Mesmo que você queira cancelar o registro imediatamente após a inscrição, não será cobrada nenhuma taxa por isso.

1. Faça uma solicitação de baixa no Portal do Empreendedor, informando CNPJ, CPF e o Código de Acesso do Simples Nacional (que foi gerado quando você fez o primeiro cadastro como Microempreendedor Individual). Se não souber qual é esse código de acesso, basta clicar na opção “esqueci o código”, que outro número será gerado e enviado para o seu e-mail.

2. Uma janela do navegador será aberta com o formulário de baixa. Leia com atenção todos os dados antes de confirmar o cancelamento. Quando enviar a solicitação, o Certificado da Condição de Empreendedor Individual (CCMEI) será gerado. Imprima e guarde esse certificado, porque ele comprova que você fez a baixa no MEI, caso continue a receber os boletos de pagamento.

Problemas no site?

Em alguns casos, o Portal do Empreendedor terá o aviso “Está em manutenção o aplicativo”. Isso acontece porque algumas funções do site ficam indisponíveis poucas vezes por ano para manutenção. “O melhor a fazer é aguardar o retorno do sistema para solicitar a baixa do registro como MEI”, aconselha Sílvio Vunicic.

Mudei de ideia e desisti de cancelar o MEI. E agora?

Quem deu baixa no cadastro como Microempreendedor Individual pode fazer uma nova inscrição sem pagar nada por isso. O nome que estará no registro é do empresário, juntamente com o número do CPF. Importante: o pagamento do seguro desemprego não é feito para o trabalhador que for demitido e estiver registrado como MEI.

Dá para ser Microempreendedor Individual com nome sujo?

Se você está negativado também pode se registrar como Microempreendedor Individual. O nome sujo atrapalha na abertura de contas, concessão de empréstimos, financiamentos, mas não interfere na inscrição como MEI.

Dica: Atenção você contador ou estudante de contabilidade, conheça nosso treinamento voltado para contadores iniciantes, ensinando na prática procedimentos contábeis que todo contador precisa saber, mas que não se ensina na faculdade.

Tudo que você precisa saber para abrir, alterar e encerrar empresas, além da parte fiscal de empresas do Simples Nacional, Lucro Presumido e MEIs, Contabilidade, Imposto de Renda. Quer saber mais? Então clique aqui e não perca esta oportunidade!

Conteúdo original Konkero