MEI: Governo vai facilitar empréstimo para microempreendedor e pode criar 600 mil empregos

Com o objetivo de criar empregos no país, governo deve facilitar crédito para que microempreendedores individuais contratem mais.

Os Microempreendedores Individuais (MEI) são alvo de programa do Ministério da Economia para incentivar contratação de trabalhadores. De acordo com diagnóstico da Secretaria de Políticas Públicas (SPPE), apenas 3% dos microempreendedores possuem funcionários contratados formalmente.

Segundo a secretaria, se esse percentual aumentar para 10%, será possível criar 600 mil empregos no país. Porém, o levantamento não detalha em quanto tempo seria possível criar todos esses empregos. Hoje, o Brasil possui 8,8 milhões de microempreendedores

Facilitar empréstimo para MEI

Para alcançar o objetivo, o governo quer facilitar empréstimos para os microempreendedores. Esse plano passa pela oferta de mais informações sobre os empreendedores para os bancos.

O governo avalia que as instituições financeiras, com um acesso maior aos dados, podem reduzir as taxas de juros. Além de estimular a adesão ao cadastro positivo, os técnicos da equipe econômica estudam outras maneiras de tornar essas informações mais acessíveis às instituições financeiras.

Ademais, a pedido a SPPE, a Caixa Econômica Federal está reestruturando um programa para a oferta de microcrédito. O governo pretende contar com o apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) para oferecer os treinamentos.

Dessa forma, para estimular a contratação, o governo trabalha também na criação de um programa para treinar empreendedores e funcionários. Por meio de mais capacitação e acesso aos financiamentos, o governo prevê que os empreendedores possam expandir os negócios e contratar empregados.