MEI tem direito a cartão de crédito? Conheça as suas opções de crédito

Você tem um negócio próprio que vai bem, mas precisa de dinheiro para investir no crescimento? O caminho mais fácil é se regularizar como um Microempreendedor Individual (MEI). Com isso, você pode acessar as linhas de crédito para MEI nos bancos. Além das taxas de juros menores, as exigências para aprovar empréstimos se adaptam à realidade dos empreendedores.

Para você saber como funciona o crédito para MEI e quais as condições para obter os recursos, preparamos este post. Vamos mostrar quais instituições financeiras oferecem linhas de financiamento e os cuidados necessários para o acesso ao crédito não ser um problema para você. Vamos lá?

Como funciona o crédito para MEI?

Ele tem duas vantagens principais: a primeira é a facilidade na obtenção do dinheiro, porque as exigências das instituições se adaptam ao negócio. A segunda são os juros mais baixos em comparação com linhas regulares. É importante ressaltar que esse crédito é voltado para investimentos em capital de giro e ativos para produção, como equipamentos e insumos.

Linhas de microcrédito

Os recursos oferecidos pelos bancos para MEIs são chamados de linhas de microcrédito. O valor desses empréstimos é sempre menor quando comparado aos para empresas. Como o valor e a burocracia são menores, o risco para o banco diminui e os custos da operação também — assim, é possível cobrar juros menores.

Mesmo com pouca burocracia, ainda é preciso atender requisitos definidos por cada instituição financeira. Como essas linhas têm como característica a concessão assistida de crédito, é primordial que o empreendedor forneça o máximo de detalhes sobre a aplicação do dinheiro.

Algumas linhas de microcrédito, como a do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), contam com uma atuação mais ativa das instituições. Representantes podem ir até o local para identificar as necessidades do empreendedor e acompanhar a evolução do negócio.

Outros serviços financeiros para MEI

Ao se regularizar como MEI, além do crédito via empréstimos, os empreendedores têm acesso a uma série de serviços financeiros. É possível ter uma conta corrente e solicitar um cartão de débito ou crédito para a empresa. Outros produtos e serviços oferecidos são:

O acesso a todos esses itens dependerá da instituição bancária e quais itens ela aprovará para seu negócio. É recomendado pesquisar o máximo de opções disponíveis no mercado para encontrar o banco que mais atende às necessidades do empreendimento.

Quais as exigências para obter crédito para MEI?

Agora que você já sabe quais as vantagens do crédito para MEI, descubra quais exigências são feitas pelos bancos ao avaliar a concessão de recursos. A lista de documentos é o primeiro item: é preciso ter em mãos RG, CPF, comprovante de endereço e o Certificado de Condição do Microempreendedor Individual.

Mas fique tranquilo caso o banco peça outros documentos, porque cada instituição tem uma lista própria de exigências. Comprovar a situação financeira do negócio é outro pedido bastante comum. Além disso, é importante ter um projeto de investimento na hora de solicitar o crédito.

Na prática, o projeto ou plano de investimento traz sempre uma análise sobre a situação atual do empreendimento, indicando em quais áreas e como será aplicado o dinheiro obtido com a linha de crédito. Além disso, ter uma projeção dos resultados a serem conquistados após o investimento também é importante.

Onde procurar por crédito para MEI?

Uma série de instituições bancárias oferece crédito para MEI. Desde os grandes bancos, como Caixa, Banco do Brasil, Itaú e Bradesco, até cooperativas e bancos regionais espalhados pelo país. Para saber quais as opções oferecem recursos provenientes do BNDES, o banco de fomento tem uma lista dividida por Estado.

BNDES

O microcrédito é oferecido pelo BNDES de forma indireta. Ou seja, para solicitar o recurso é preciso entrar em contato com um dos chamados agentes operadores do banco, que cuidam da análise, repasse e cobrança dos pagamentos.

Caixa

Na Caixa Econômica Federal, o empreendedor não pode ser sócio, titular ou gestor de outra empresa. O limite de dinheiro oferecido pelo banco vai de R$ 300 a R$ 15 mil, a depender da análise de crédito. Já o prazo de pagamento varia de 4 meses a 2 anos.

Banco do Brasil

No Banco do Brasil, é preciso ter ou abrir uma conta, ter o cadastro como MEI ou microempresa, apresentar garantia de terceiros e não ter endividamento superior a R$ 40 mil no Sistema Financeiro Nacional (SFN).

Itaú

O Itaú também oferece crédito para microempreendedores que faturem até R$ 200 mil por ano e têm pelo menos 6 meses de atuação. Os limites de recursos variam de R$ 400 a R$ 14,5 mil. A única restrição é a área na qual o banco atua, isto é, apenas nas regiões metropolitanas de São Paulo ou Rio de Janeiro.

Bradesco

Assim como o Itaú, o Bradesco limita a concessão de crédito a microempreendedores com faturamento anual de até R$ 200 mil. Entre os benefícios oferecidos estão a chance de obter novos empréstimos, uma modalidade de cheque especial e a antecipação de recebíveis.

Quais cuidados o MEI deve tomar com o crédito?

Para aproveitar todas as vantagens do crédito para MEI é preciso tomar alguns cuidados. Como é mais fácil obter recursos por meio dessas linhas, a atenção para cumprir o projeto de investimento, manter as parcelas em dia e evitar o endividamento deve ser redobrada.

Pesquisar antes de contratar um financiamento, para identificar quais as melhores taxas de juros e tarifas do mercado, e sempre manter as despesas pessoais separadas da empresa são medidas essenciais para manter a saúde financeira.

Por fim, com tantos desafios para gerir o próprio negócio, conhecer melhor o crédito para MEI e as exigências dos bancos para liberar recursos pode ajudar você a encontrar as melhores oportunidades para o crescimento. Tomando os cuidados necessários, o sucesso do negócio está garantido.

MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio

Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com contador e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta. E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio. Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!

Conteúdo original Asaas