Além das tradicionais vendas para frotistas, taxistas, produtores rurais e Pessoas com Deficiência (PCD), o que também vem contribuindo para o crescimento das vendas diretas são as entregas para microempresários e microempreendedores individuais (MEI).

Os descontos podem variar entre as categorias, dependendo da montadora. Grandes frotistas, como locadoras e os taxistas conseguem, muitas vezes, uma redução maior no valor final do carro do que pequenos empresários e microempreendedores. Mesmo assim, um CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica), pode garantir um desconto interessante entre 3% e 24%, dependendo da categoria, marca e modelo. E isso tem atraído muita gente.

Vamos usar como exemplo os dois SUVs mais vendidos no ano passado, Renegade e Compass, ambos da Jeep. O compacto emplacou 68.726 unidades em 2019, sendo 49.524 emplacamentos por venda direta. Já o médio vendeu 60.361 unidades no ano passado, com 40.756 emplacamentos por CNPJ ou PCD.

Fomos a uma revenda da Jeep no Recife para pesquisar qual a versão mais vendida para Pessoa Jurídica. No caso do Renegade é a Sport, que custa R$ 90.740 com motor 1.8 flex de 139 cv e é bem equipada, com rodas de liga-leve 16”, central multimídia e outros itens de série. A Jeep oferece um desconto de 12% para Pessoa Jurídica, o que deixa o Renegade Sport por R$ 78.851, uma economia de quase R$ 12 mil.

No caso do Compass o desconto é ainda maior. A versão mais procurada para venda com CNPJ é a Longitude com motor 2.0 flex de 166 cv que custa R$ 133.790. Com o desconto de 17% para Pessoa Jurídica, o Compass Longitude sai por R$ 111.045, uma economia de mais de R$ 22 mil.

Onix Premier

Já no carro mais vendido tanto no varejo como nas vendas diretas, os descontos para CNPJ não são tão atrativos. Estamos falando do Onix que em 2019 vendeu incríveis 241.214 unidades, sendo 100.321 por vendas diretas.

A versão do Onix que tem maior desconto para Pessoa Jurídica é a Premier (tanto no hatch como no Plus). Para pequenos empresários e MEI, a redução é de 5%, chegando a 7% para frotistas. No primeiro caso, o Onix hatch Premier que custa R$ 74.790, fica R$ 71.715. Já o sedã na versão topo de linha custa R$ 77.850 e, para CNPJ, fica por R$ 73.957.

Picapes

Outra categoria que tem garantido muitos emplacamentos por venda direta é a de produtor rural. O desconto é o mesmo para CNPJ, mas aqui o público procura principalmente as picapes. A Fiat domina as vendas diretas nessa categoria com a Strada, que emplacou 72.628 unidades e a Toro com 50.757 emplacamentos.

A Fiat Toro Ranch, que custa cerca de R$ 165 mil com motor 2.0 turbodiesel e é “completona”, fica por R$ 127 mil para produtor rural na revenda que consultamos. São R$ 38 mil de economia. No caso da estrada, a mais procurada nessa categoria é a Freeedom cabine simples, que de R$ 67 mil, baixa para cerca de R$ 52 mil, garantindo uma economia de R$ 15 mil.

PCD em Alta

As vendas para pessoas com deficiência cresceram mais de 200% entre 2014 e 2018, o que levou quase todas as montadoras a oferecerem versões específicas para o público PCD. Elas custam abaixo do teto de R$ 70 mil determinado pelo governo para garantir as isenções totais de IPI e ICMS.

Além da isenção dos impostos, as montadoras também dão descontos, o que deixam carros que custam R$ 69.990 por valores que variam R$ entre R$ 54 mil e R$ 58 mil. O SUV mais procurado nessa categoria é o Renegade, que fica por R$ 54.662 após as isenções. A versão especial para PCD tem rodas de liga leve 16”, freio de estacionamento eletrônico, câmbio automático de 6 velocidades e motor 1.8 flex.

A Volkswagen lançou a versão Sense do T-Cross. Exclusiva para o público PCD, a versão tem motor 1.0 turbo de 128 cv, câmbio automático de seis velocidades, central multimídia, rodas de liga leve de 16” ao preço final de R$ 57.629 após as isenções.

*Conteúdo original por Jorge Moraes via Blogsfera UOL