Menos é mais, aposte neste conceito de decoração

0

O estilo minimalista tem conquistado cada vez mais as pessoas, de modo que, o acúmulo de coisas tem se tornado cada vez menor. 

As pessoas têm entendido que existe mais tempo, muito menos espaço para coisas que não tem nenhuma função. O estilo de vida mais simples tem entrado para o gosto popular. 

E hoje, neste artigo, queremos te mostrar como o menos realmente é mais em diversos âmbitos da decoração, reforma e também construção. Acompanhe a leitura.

Entendendo o conceito

Quando se fala em minimalismo, muita gente pensa em ambientes vazios, frios e sem nenhum tipo de decoração, mas é bem ao contrário disso. Quando se evita o excesso de coisas, objetos, móveis acumulados, é possível valorizar o que de fato importa.

A origem da palavra se deu no século XX juntamente com os movimentos artísticos. Influenciaram em primeiro lugar o as artes visuais e logo depois o design. 

Como transformar um ambiente em minimalista?

A cartela de cores, as texturas, juntamente com os tipos de móveis e objetos são os definidores de um ambiente tranquilo e convidativo. O “menos é mais” significa isso, ambiente acolhedor.

E começando pelas cores, é preciso realizar uma combinação entre elas. Para os quartos, por exemplo, as tonalidades que são mais frias e neutras contribuem para um ambiente mais clean.

Se quiser diferenciar e optar pela resina epóxi para os pisos, como é um material que pode ter a cor que a pessoa quiser, é possível dar o ar de acolhimento que a decoração sugere.

Já para a cozinha, a sofisticação e a elegância conseguem fazer parte do ambiente. Os móveis em tons claros podem ser a melhor opção para esse estilo. A iluminação natural também é o que faz a diferença para uma cozinha minimalista.

E não somente as cozinhas, mas as áreas externas também podem contar com o estilo. Lavanderia industrial, por exemplo, tem sido muito utilizada, mas é possível mesclar os dois estilos e ter um local moderno e sofisticado ao mesmo tempo.

Aposte nos elementos industriais mas em cores neutras, por exemplo, de modo que conversem entre si e consigam proporcionar os melhores resultados.

As decorações

E partindo para a parte que mais agrada grande parte das pessoas, a decoração minimalista é seguida à risca. Em primeiro lugar, é preciso lembrar da funcionalidade dos ambientes, respeitando a amplitude de cada um deles. 

A seleção de móveis e objetos precisa ser feita de maneira criteriosa. Se não fizerem sentido para o ambiente, muito menos para os moradores, o uso precisa ser repensado. 

Um exemplo, se um quadro florido não combina com o gosto dos moradores do local, além de deixar mais carregada uma sala que encontra-se cheia de objetos, talvez não seja interessante utilizá-lo. 

Os valores estéticos e também afetivos são muito analisados dentro desse tipo de decoração, com “menos é mais”. Por isso, aposte naquilo que de fato faz sentido para você. 

Portanto, analise o seu lar, veja o que não faz mais sentido estar presente no ambiente e aposte nas melhores opções para um ambiente mais bonito e bem decorado.

Esse artigo foi escrito por Fernanda Silva, Criadora de Conteúdo do Soluções Industriais.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.