Mesmo com MP caducando, Caixa manterá o pagamento do FGTS emergencial

0

O calendário do saque emergencial do FGTS continuará inalterado é o que informou a Caixa Econômica Federal. Mesmo que a Câmara dos Deputados tenha deixado a Medida Provisória 946/20 que estabelece o pagamento do fundo caducar, a Caixa continuará seguindo o calendário.

O saque emergencial do FGTS de até R$ 1.045 já foi liberado em conta poupança social digital para os nascidos entre os meses de janeiro a junho. Na próxima segunda, 10 de agosto, os aniversariantes do mês de julho devem receber o saldo.

Como a pauta a pedido do governo federal foi retirada ontem (4), os trabalhadores nascidos nos meses de julho a dezembro ficaram sem saber se receberiam ou não o saque emergencial, uma vez que sem a votação, o projeto acaba perdendo sua validade.

Apesar da Medida ter sido caducada a Caixa garantiu que seguirá com o cronograma do saque emergencial “com base no princípio constitucional da segurança jurídica”.

Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos deputados afirmou, logo após deixar caducar a MP que o saque extraordinário será objeto de um projeto de lei que deverá ser votada na semana que vem, no dia 12 de agosto.