Hoje o INSS possui 96 serviços de atendimento, mas você sabia que 90 destes estão disponíveis na Internet ? Significa que você tem acesso a muitos serviços sem precisar enfrentar aquelas filas na agência do instituto.

E isso só foi possível porque o Instituto lançou em 2019 a plataforma digital Meu INSS, nela você pode consultar o andamento do seu pedido de aposentadoria, seus recibos de contribuições, agendar idas a agências e até mesmo marcar sua perícia.

O INSS estima que 674 mil trabalhadores mensalmente vão deixar de ir até uma agência física para resolver problemas e processos com a sua aposentadoria, além de diminuir tempo de espera pelo benefício.

Com este post você vai aprender o passo a passo de…

  1. Como tirar seu Extrato de Pagamento do Benefício
  2. Como tirar Extrato de Concessão de Aposentadoria
  3. Como consultar seu Extrato CNIS
  4. Como consultar seu Extrato de Tempo de Contribuição
  5. + 2 dicas secretas bônus sobre o pagamento e número do seu benefício.

O primeiro serviço que vamos te mostrar como funciona digitalmente é a consulta do Extrato de Pagamento. Esse serviço é essencial na hora de conferir se tá tudo correto com os valores da sua aposentadoria, ou com a data e o banco em que o pagamento do seu benefício é feito.

Além disso, com esse extrato você consegue ter acesso a informações sobre empréstimos consignados, décimo terceiro e qualquer coisa que possa descontar ou acrescentar dinheiro no seu recebimento.

Solicitar o extrato indo até uma agência

Se você quer fazer do jeito mais tradicional, a solução mesmo é ir até uma agência do INSS mais próxima de você para retirar seu extrato de pagamento do INSS.

Mas antes disso você precisa saber que…

Mesmo escolhendo ir presencialmente na agência, você vai precisar fazer o agendamento da sua visita através do site Meus Inss e seguir 6 passos:

  1. Acessar o Portal do Meu INSS
  2. Informar seus dados pessoais
  3. Clicar em “não sou um robô” e depois em “continuar sem login”
  4. O quarto passo é clicar em “Novo requerimento”, digite no campo “pesquisar” a palavra “pagamento” e selecione o serviço desejado
  5. Depois disso você precisa agendar sua retirada de extrato, com data e hora desejada por você
  6. E o último passo é comparecer até o INSS com sua documentação necessária como: documento de identificação com foto, CPF do procurador ou representante, se houver,  documentos pessoais do interessado com foto e procuração ou termo de representação legal, caso alguém precise retirar esse extrato para você.

Solicitar o Extrato no Meu INSS

Mas na minha opinião, a forma mais cômoda, é solicitar pela internet seu extrato de pagamento através da a plataforma Meu INSS. Isso significa que você não vai precisar se deslocar até uma agência, nem enfrentar filas de espera.

Para usar esse serviço você vai precisar seguir basicamente 5 passos:

  1. Primeiro você precisa acessar o site Meu INSS
  2. O segundo passo caso seja seu primeiro acesso, será fazer seu cadastro, clicando no botão “login”, em seguida selecione a opção “Cadastre-se”
  3. O terceiro passo é criar uma senha com, no mínimo, 8 caracteres, com letras e números. Por exemplo: brasil2019
  4. Se você já tem o cadastro, você só precisa selecionar a opção “login” no canto superior direito da tela no Meu INSS.
  5. E o último passo é acessar o sistema com sua senha, escolha a opção “Extrato de Pagamento de Benefício”, do lado esquerdo da página, e emita o documento.

Uma terceira opção extra…

É retirando seu comprovante de pagamento nas agências eletrônicas da Caixa Econômica Federal ou no Banco do Brasil. Ou usando os serviços de home banking acessando a opção “Previdência Social” se você usar o Banco do Brasil, e “Extrato Previdenciário” na Caixa Federal.

Como consultar Extrato de Concessão de Benefício

Outro serviço que você tem disponível no Meu Inss é a retirada do Extrato de Concessão de Benefício. Esse serviço permite que o trabalhador peça ao Inss uma declaração mostrando se existe ou não benefício em seu nome.

Para isso você precisa seguir esses 3 primeiros passos:

  1. Acessar o site do Meu INSS
  2. Clique no botão “LOGIN”, em seguida clique na opção “CADASTRE-SE”, e crie sua senha.
  3. Ao acessar o sistema com a sua senha, escolha a opção “Declaração de Benefício – Consta/Nada Consta”, do lado esquerdo da página e emita o documento.

Como consultar o CNIS na internet (extrato previdenciário)

Outro serviço que está disponível para acesso online é a consulta do seu Extrato Previdenciário, mais conhecido como CNIS, um dos documentos mais importantes e completos que você tem hoje na Previdência.

Nesse extrato o contribuinte você tem acesso a todas suas informações previdenciárias, como o nome do empregador, tempo de trabalho e remuneração recebida. Além das contribuições realizadas em Guia da Previdência Social (GPS), na condição de contribuinte individual ou prestador de serviço.

Mas preciso te avisar que esse extrato só está disponível para quem tem cadastro no CNIS.

Para retirar esse extrato é simples, basta…

  1. Seguir os mesmos passos de login e senha dos outros serviços que já mencionei durante o texto.
  2. Depois de acessar o sistema, é só escolher a opção “Extrato Previdenciário (CNIS)”, do lado esquerdo da página, e emita o documento.

Como tirar extrato de tempo de contribuição INSS

Ainda dentro da seção do seu CNIS também é possível consultar seu extrato do tempo de contribuições pagas. Você vai encontrar essa opção na aba “Relações Previdenciárias”.

Nessa seção é emitido um relatório que permite visualizar seus dados cadastrais. Além disso, todos os vínculos, remunerações e contribuições feitas para a previdência ficam disponíveis para consulta.

Simulação de tempo de contribuição no INSS| com cadastro

Outra opção é realizar uma simulação no próprio Meu INSS, se você já tem um cadastro no site, basta você seguir esses 3 passos:

  1. Primeiro faça o login no site, depois você precisa clicar em “Simulação de Tempo de Contribuição”, esta opção está no lado direito da tela.

    2.Depois disso você precisa clicar em “calcular”, esta opção vai mostrar o tempo de contribuição em      anos, meses e dias.

3.Se você optar em clicar na opção “detalhar” você vai ver todos os    seus   vínculos empregatícios.

Uma informação extra sobre o detalhamento…

Ele mostra se você já pode se aposentar por tempo de contribuição ou quantos pontos faltam para atingir a fórmula 86/96. Essa regra atual de pontos soma a idade mais tempo de contribuição, ou seja, 86 pontos para as mulheres e 96 pontos para os homens.

E só pra te esclarecer melhor esse detalhamento não é completo se você for se aposentar por idade, a única coisa que te resta é considerar o tempo de contribuição total que está no canto superior na imagem.

E mais um aviso, não confie cegamente nesta simulação.

Ela não leva em conta diversos fatores que modificam seu tempo de contribuição que podem adiantar sua aposentadoria. Alguns exemplos são:

  • Períodos especiais (insalubridade e periculosidade).
  • Períodos reconhecidos em trabalhista, não reconhecidos pelo INSS.
  • Períodos com contribuições irregulares no INSS.
  • Períodos rurais.
  • Períodos trabalhados no exterior.
  • Períodos de outros regimes previdenciários
  • Períodos com pendência de contribuir em atraso.
  • Períodos sem registro em carteira, mas que contam para a aposentadoria.
  • Períodos trabalhados como pessoa com deficiência.

Simulação de tempo de contribuição no INSS | sem cadastro

Agora, se você não tem ou não quer fazer o cadastro no site do Meu Inss, uma outra opção é de fazer essa simulação sem o cadastro, mas já te aviso que esse processo será manual.

Para realizar a simulação você vai precisar informar seu sexo e data de nascimento. Depois de preencher esses campos você vai precisar clicar no símbolo + para incluir a data de início e fim de cada emprego e contribuição.

Para isso você vai precisar ter alguns documentos em mãos, como carteira de trabalho, comprovantes de contribuição, como guias e carnês de recolhimento.

Depois que você adicionar todas essas informações é só clicar em simular, e assim terá o total de tempo, incluindo anos, meses e dias.

Mas cuidado aqui também…

Esta simulação não leva em consideração fatores que modificam o tempo de contribuição, como nos casos de períodos especiais, período trabalhado em ano marítimo e períodos trabalhado com deficiência. E este resultado também não é uma prova, nem garantia de aposentadoria.

2 dicas bônus escondidas sobre sua aposentadoria

Agora que você já sabe como retirar os principais extratos da sua aposentadoria sem sair de casa, vamos de dar + 2 dicas bônus que muitos aposentados não sabem que existem:

1ª Dica | Descubra o dia do seu pagamento:

É claro que seu CNIS já te mostra o que dia você recebeu, mas existe uma opção para você descobrir qual será o dia do seu recebimento.

Mas primeiro você precisa saber que os pagamentos são feitos de 3 formas…

  • Para os segurados que recebem até o piso do previdenciário, ou seja, um salário mínimo, os pagamentos sempre serão feitos nos últimos cinco dias úteis do mês.
  • Já os segurados que recebem acima do piso da previdência, tem o seu benefício depositado nos primeiros cinco dias úteis do mês.
  • E se caso essas datas caiam em algum final de semana ou feriado, o pagamento será realizado no dia útil seguinte.

A cada ano o INSS pública seu calendário de pagamentos, seja no próprio site, em agências bancárias ou casas lotéricas.

Mas se você não quer procurar em nenhum desses lugares, é bem simples, basta olhar o seu cartão de benefício, nele terá uma sequência de números, o dia do seu pagamento é último número antes do dígito.

2ª Dica | Descubra o dia do seu pagamento:

Saber também o número do seu benefício é muito importante, porque com ele você consegue agendar perícias, ter informações sobre pagamentos, além de verificar e emitir extratos previdenciários.

Mas eu preciso te avisar que esse número só vai estar disponível se você já tiver recebido em casa a carta de concessão de benefício.

Uma das formas de checar seu número de benefício é através do CNIS como já citamos aqui nesse texto, mas lembrando que pra isso você precisa estar cadastrado no site Meu INSS.

Agora, se você não quiser fazer todos aqueles passos de cadastramento vamos te dar 2 fórmulas para descobrir seu número…

1ª Forma | Em muitos casos o número desse benefício é o mesmo número do PIS/PASEPmas existem exceções:

Se esse for o seu caso, a primeira saída é através do telefone 135, onde uma atendente oficial do INSS irá te solicitar o número do seu CPF.

Mas por favor tome muito cuidado…

Se qualquer outro órgão, outro site ou pessoa te prometer que vai conseguir esse dado usando o CPF, você não deve passar de jeito nenhum, porque isso pode significar um golpe.

A única forma de você conseguir o número da sua aposentadoria usando o CPF é através do telefone 135 do INSS. O horário de atendimento é de segunda a sábado das 7 da manhã até as 22 horas.

2ª Forma | Outra saída é conferir o cartão que você utiliza pra sacar sua aposentadoria, nele o número de benefício vai estar logo abaixo do seu nome, já no cartão cidadão esse número vai ser o mesmo no PIS/PASEP.

Viu quantas informações novas vão te ajudar a solucionar os desafios do dia-a-dia da sua aposentadoria? Seguindo esses meus passo a passos você vai ter mais independência e entender o que acontece com sua aposentadoria.

Fonte: Ingrácio Advocacia

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.