Meu nome pode ser negativado várias vezes pela mesma divida?

Descubra quantas vezes uma mesma dívida pode negativar o seu nome, junto aos órgãos de proteção ao crédito.

 Atualmente mais de 60 milhões de brasileiros se encontram com o famoso nome sujo, ou seja, com alguma restrição junto aos órgãos de proteção ao crédito. 

Com isso muitos ficam com dúvida se o nome pode ser negativo mais de uma vez pela mesma dívida e é isso que explicarei no artigo de hoje. 

Quantas vezes meu nome pode ser negativado pela mesma dívida? 

O consumidor que não realizou o pagamento de uma dívida e a mesma já se encontra nos órgãos de proteção ao crédito, não pode ser negativado novamente pela mesma dívida. 

Desta forma, e inconstitucional que a empresa negative seu credor mais de uma vez pelo mesmo débito mais de uma vez, essa prática não é permitida por lei. 

Se o consumidor identificar que isso ocorreu com alguma dívida, o mesmo possui direito de indenização por danos morais, afinal a prática é abusiva. 

No entanto, caso o consumidor tenha pago o débito e retirado seu nome dos órgãos de proteção ao crédito, no entanto, tenha atrasado o pagamento novamente, é possível que seu nome seja negativado novamente.

Isso ocorre, porque a dívida em aberto não constava mais nos órgãos de proteção ao crédito, sendo assim, é possível ser negativado novamente. 

Após quantos dias de atraso meu nome é negativado? 

É comum que o consumidor tenha seu nome negativado após 30 dias do vencimento do seu débito, desta forma as empresas dão um prazo para o credor realizar o pagamento.

No entanto, geralmente antes de negativar a dívida o credor manda 3 notificações para que o devedor regularize sua dívida, e segue os seguintes passos:

  • Negativação após 30 dias do débito em aberto;
  • Envio de três avisos ao credor antes da negativação;
  • Respeitar as regras de negativação
  • Informar o cliente os requisitos para que seu nome seja retirado dos órgãos de proteção ao crédito;
  • Caso o devedor realize o pagamento o credor deve retirar o nome dos órgãos de proteção ao crédito no prazo legal de 5 dias úteis. 

Comentários estão fechados.