Meu pagamento veio com valor errado. O que devo fazer?

Valores a mais ou a menos devem ser informados aos superiores. Entenda

Equívocos podem acontecer na hora de depositar o pagamento dos funcionários. Afinal, errar é humano. Essa diferença pode ser tanto a mais quanto a menos. Se você recebeu seu pagamento errado basta seguir alguns passos simples para resolver a situação de forma harmoniosa e sem conflitos. 

A primeira reação que o trabalhador tem, normalmente, é achar que pode ter sido descontado de alguma forma. No entanto, pagamentos errados são comuns, principalmente se a empresa é de grande porte e tem muitos funcionários. 

Antes de mais nada, certifique-se de que não houve nenhuma dedução ou acréscimo no pagamento devido a elementos externos. Em seguida, se ainda assim houver diferença no pagamento, o melhor caminho é comunicar o problema. 

Quem eu devo comunicar o pagamento errado?

Dentro da empresa, o trabalhador deve comunicar o setor de Recursos Humanos para que alguma providência seja tomada. Além disso, é de bom tom informar sua chefia direta, como coordenadores e gestores, sobre a divergência no pagamento. 

Para agilizar o processo de resolução do pagamento errado, pode ser interessante ter em mãos documentos que comprovem a diferença de valores. O trabalhador pode ter cópias do: 

  • Holerite de pagamento;
  • Tela de saldo da sua plataforma bancária;
  • Extrato bancário impresso ou digitalizado;
  • Notificação da empresa de contabilidade que gerencia suas finanças (se houver). 

Desta forma, o trabalhador pode facilitar a identificação e resolução do erro. Tenha em mente, também, a natureza do pagamento errado. Seu salário veio a menos? Foi pago a mais? Ocorreu pagamento em duplicidade? Cada tipo de erro tem uma solução específica. 

Recebi meu pagamento a menos, e agora?

Se você recebeu seu pagamento a menos, saiba que essa prática é proibida por lei, prevista pela Constituição Federal. Portanto, em caso de salário pago a menos, é necessário entrar em contato com o setor responsável pela folha de pagamento na empresa.

Assim, é possível identificar se houve algum tipo de erro no momento da transferência dos valores ou se a redução do pagamento é constitucional. 

A empresa faz o pagamento a mais, o que fazer?

Quando a empresa faz o pagamento a mais, a primeira atitude a se tomar é convocar o colaborador para explicar a situação. Caso o pagamento errado passe despercebido, é de responsabilidade do trabalhador informar seus superiores. 

Caso contrário, ele pode ser acusado de enriquecimento sem causa. Ou seja, se a empresa realizar o pagamento a mais, é obrigação do colaborador procurar o RH para restituir os valores. 

No entanto, se isso não for possível, existe uma alternativa viável. Os valores pagos a mais podem entrar como adiantamento de salário, tendo seu montante limitado a 30% do valor total. 

Quanto tempo a empresa tem para corrigir o pagamento errado?

Após a identificação do pagamento errado, a empresa tem até o 5º dia útil do mês seguinte para regularizar a situação, de acordo com oArtigo 459, parágrafo 1º, da CLT. 

Lembrando que, para efeitos de pagamento, o sábado é considerado dia útil sem expediente bancário. Portanto, tal como é feito com o pagamento padrão, se o 5º dia útil corresponde a um sábado, o pagamento deve ser antecipado ao dia útil anterior. 

Dica Extra: Você conhece os seus direitos trabalhistas?

Já sentiu em algum momento que você pode estar sendo passado pra trás pelo seu chefe ou pela empresa que te induz a aceitar situações irregulares no trabalho?

Sua dúvida é a mesma de milhares de pessoas. Mas saiba que a partir de agora você terá resposta para todas as suas dúvidas trabalhistas e saberá absolutamente tudo o que acontece antes, durante e depois de uma relação trabalhista.

Se você quer garantir todos os seus direitos trabalhistas como FGTS, adicionais, horas extras, descontos e saber como se posicionar no seu emprego sem ser mais obrigado a passar por abusos e ainda entendendo tudo que pode e que não pode na sua jornada de trabalho, clique aqui e saiba como!

Comentários estão fechados.