Ícone do site Jornal Contábil – Contabilidade, MEI , crédito, INSS, Receita Federal

Microcrédito Caixa Tem: beneficiários do Bolsa Família poderão ser excluídos do novo serviço

Fonte: Google

Fonte: Google

Trata-se de um microcrédito que poderá ser disponibilizado para aqueles que forem aprovados pela análise de crédito da instituição. Dessa forma, quantias de R$300 a R$1 mil poderão ser obtidas sem sair de casa. 

Aqueles que foram contemplados pelo Auxílio Emergencial podem requerer o microcrédito do Caixa Tem, o mesmo é valido para aqueles que não é beneficiário de nenhuma assistência social concedida pelo governo federal. 

Empréstimos poderão ser realizados pelo Caixa Tem

Os valores poderão variar entre R$100 a R$1 mil, os beneficiários do Auxílio Emergencial poderão solicitar o serviço bancário, assim como os demais usuários da poupança social digital que não sejam beneficiários de nenhuma assistência governamental.

Diante disso, aqueles que recebem o Bolsa Família podem ser excluídos do novo serviço do Caixa Tem. 

Já foi divulgado que o crédito poderá ser de R$100 a R$1 mil, as taxas de juros serão fixas na faixa de 3,99%. O pagamento das parcelas do empréstimo poderão ser realizadas em até 24 vezes. 

A modalidade teve sua estreia na segunda-feira (27), quem se interessar pelo novo serviço de microcrédito poderá requerer a análise de crédito pelo aplicativo. 

São dois tipos de empréstimos, um para o uso pessoal e o outro para investimentos em negócios e empreendimentos. 

A Caixa Econômica divulgou que cerca 30 milhões de pessoas utilizam a poupança social digital do Caixa Tem. A intenção da instituição é ampliar o número de usuários do serviço.

O processo de solicitação do microcrédito deverá ser realizado digitalmente por meio da aplicação. 

Atualização cadastral é fundamental 

O microcrédito só será disponibilizado mediante a análise de crédito e atualização cadastral no software. A informação é de que a atualização só poderá ser feita conforme as datas disponibilizadas pela instituição. 

Foram liberados dois calendários para a realização do processo de atualização. O esquema segue a lógica dos meses de aniversário dos usuários do Caixa Tem. 

Dessa forma, quem nasceu nos meses de janeiro e fevereiro que já utilizam o Caixa Tem já podem efetuar o procedimento que foi liberado no dia 27 de setembro. 

Já aqueles cadastrados que  nasceram em março e abril devem atualizar a partir do dia 18/10. Nascidos em maio e junho no dia 8/11, julho e agosto em 29/11, setembro e outubro 13/12 e nascidos em novembro e dezembro no dia 27/12. 

Já aqueles que ainda não são usuários da poupança social digital deverão seguir um calendário diferente. 

Quem nasceu em janeiro, fevereiro, março, abril, maio e junho pode efetuar a atualização no dia 8/11. Nascidos de julho e agosto no dia 29/11 poderão inciar a atualização, setembro e outubro no dia 13/12. Nascidos em novembro e dezembro poderão realizar o procedimento a partir do dia 27/12.

Sair da versão mobile