Microempreendedor: Confira algumas dicas que podem te ajudar a superar a crise

0

o

Como os empresários individuais podem enfrentar a crise

Empresas precisam de planejamento,redução de custos e uma sólida estratégia para o enfrentamento da crise provocada pela covid-19

O novo coronavírus provocou uma verdadeira desordem socioeconômica no mundo todo. Para além da grave crise sanitária que, só no Brasil já contabiliza mais de 23.500 mortes, vive-se uma nova revolução dos costumes.

Cada vez mais concentrados em casa, as pessoas mudaram as relações com o consumo. E, como consequência dessa mudança de hábitos, muitas empresas estão sendo diretamente afetadas e convivem com o risco iminente de falência.

Muitos empregos já foram ceifados ou estão em suspenso, como permite uma das medidas apresentadas pelo governo federal para tentar mitigar os danos causados pela pandemia na economia nacional.

A situação está crítica para muitos empresários, mas tem saída. Este texto traz dicas de como as empresas podem sair da crise ainda respirando.

Planejamento

Não importa se é microempreendedor individual, empresario individual ou grande empresário: sem planejamento, não tem saída em momentos de crise, especialmente, quando ela é provocada por uma pandemia.

Com as atividades paralisadas e os funcionários em casa, o faturamento da empresa, obviamente, não será o esperado para o período. Porém, as contas continuam chegando.

O primeiro passo para montar uma estratégia de sucesso é conhecer todas as despesas e separar o que é fixo e o que é variável.

Tudo aquilo que é essencial ao funcionamento da empresa precisa ser pago. O que for supérfluo precisa ser cortado.

Feito isso, é preciso ajustar a produção e criar uma espécie de plano de negócios para a crise, com metas, ações claras e rápidas e com indicadores de acompanhamento para possíveis ajustes de rota.

Renegociar é uma palavra que precisa fazer parte do vocabulário de empreendedores de qualquer porte nesse momento, principalmente dos pequenos. Renegociar contratos com fornecedores, dívidas, prazos. O que for possível.

Os bancos, por exemplo, já anunciaram que conseguem prorrogar as dívidas das empresas por 60 dias, o que pode representar um respiro extra no meio da tempestade.

Impostos

Outra saída para superar a crise é o adiamento de impostos do Simples Nacional.

Anunciada pelo governo no começo da pandemia, a medida permite a extensão de três meses para o pagamento dos tributos, dando tempo para que os empresários consigam pensar em alternativas para reduzir os prejuízos.

O pagamento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) vencido entre os meses de abril e junho também foi prorrogado. Ficou definido que poderá ser feito em até seis parcelas, com vencimentos a partir de julho.

Funcionários

Para a prevenção contra a covid-19, a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) é para que as pessoas fiquem em casa e só saiam para o que for estritamente necessário.

Assim, o ideal é que as empresas estabeleçam o esquema de home office, evitando o contato entre pessoas e aglomerações em possíveis reuniões ou eventos corporativos.

O pacote de medidas econômicas do governo permite ainda a antecipação de férias e feriados, oferta de férias coletivas, redução da jornada de trabalho e salários e suspensão temporária de contratos de trabalho.

Reinventar

Agora é hora de abusar da criatividade e arrumar outras formas de vender o produto.

O momento é de incertezas, ninguém sabe ao certo como será o futuro, então, o ideal é focar no presente e avaliar o que é possível fazer para ganhar dinheiro nesse cenário apocalíptico.

Com a necessidade de as pessoas ficarem em casa, investir no delivery e em vendas on-line é uma ótima oportunidade de garantir a sustentabilidade do negócio.

Para isso será necessário investir em uma boa estratégia de marketing digital, que contemple interação com o público-alvo via redes sociais, dependendo do nicho.

Porém, nem todos os segmentos permitem esse tipo de serviço em domicílio, para esses, é hora de oferecer descontos mais generosos, criar novos produtos (como cursos on-line), realizar promoções.

Não importa qual estratégia será utilizada, é preciso focar sempre no cliente e na melhor maneira de atender às suas demandas nesse novo momento. É hora de investir no relacionamento com o cliente e garantir a sua manutenção no pós-pandemia.

DICA EXTRA  DO JORNAL CONTÁBIL : MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio.  Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. 

Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com contador e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio. 

Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!

Por Experta Media Marketing de conteúdo focado em SEO