Mobile Marketing: 4 em cada 10 brasileiros preferem comprar pela internet

Pandemia tem acelerado o crescimento do e-commerce no Brasil

O Brasil é o quinto país que mais faz uso de smartphone no mundo, de acordo com a Gartner. Esse é um dos fatores que explica o grande acesso do brasileiro ao mercado de compra online, segundo pesquisa do Google feita em 2020, 4 em cada 10 brasileiros preferem o digital para fazer compras. “O mobile marketing é outro dos principais fatores de crescimento do e-commerce brasileiro. Podemos perceber que é uma das principais estratégias das empresas para aumentarem o seu número de consumidores”, afirma Bruno Niro, Co-fundador e diretor financeiro da Adaction, startup focada em campanhas de CPA em mobile marketing.

De acordo com a 7ª edição do Monitor Acision de Valor Agregado Móvel (MAVAM), 49% dos entrevistados estão dispostos a aceitar ações de mobile marketing durante o seu uso. Ainda de acordo com um relatório da WebShoppers, o faturamento entre os dias 17 de março e 27 de abril de 2020 com o comércio online foi de R$8,4  bilhões.

Hoje, a forma mais comum de uma empresa se comunicar com o seu cliente é o SMS, com envio de mensagens curtas sobre novidades das empresas, promoções, convites para eventos, entre outras informações. Outra ferramenta que auxilia bastante nessa estratégia digital é o Whatsapp.

Mas a novidade do momento para quem quer atrair novos usuários para um aplicativo ou aumentar as vendas é o formato conhecido como “in-app”, onde através de uma adnetwork você gera anúncios para o seu negócio dentro de milhares de aplicativos “Este tipo de formato tem nos ajudado muito a aumentar as conversões dos nossos clientes. Podemos perceber todo esse crescimento em nossos cases, em relação ao mercado financeiro, tivemos um aumento de 146,95% do primeiro semestre de 2019 para o mesmo período de 2020, e neste ano a ampliação foi de 314,71%, gerando assim mais de 3 milhões de aberturas de contas para os nossos clientes do setor bancário apenas este ano. Isso mostra o quanto esse mercado tende a continuar crescendo”, finaliza Niro.

Comentários estão fechados.