Regra 85/95

Hoje, quando uma pessoa vai se aposentar por tempo de contribuição, pode ser aplicada a Regra 85/95. Essa regra consiste no seguinte:

Se a mulher completar 85 pontos e o homem 95, sendo esses pontos a somatória da idade da pessoa e seu tempo de contribuição, poderá contar com o valor integral de sua aposentadoria, ou seja, essa seria a regra mais vantajosa para o aposentado.

Caso a pessoa não antiga a pontuação e decida se aposentar mesmo assim, é aplicado o fator previdenciário e, quanto mais jovem a pessoa que está se aposentando, menor será o valor de sua aposentadoria.

O fator previdenciário é um índice que leva em conta principalmente a idade da pessoa no momento da aposentadoria: quanto mais jovem, menor o valor do benefício.

Mudança para 86/96

Já a partir de 2019, a nova regra para a concessão da aposentadoria por tempo de contribuição sem a incidência do fator previdenciário exigirá não mais 85/95 pontos, e sim, 86/96.

A partir de então, ou seja, do ano que vem, a pessoa vai precisar ou ter um ano a mais de idade ou um ano a mais de contribuição para poder entrar nessa regra que, como já explicamos, é bem mais vantajosa para o aposentado.

É importante lembrar que essa mudança já estava prevista na lei que rege a regra 85/95 e tem por base que a expectativa de vida da sociedade aumenta ao decorrer dos anos, necessitando do ajuste. Esse ajuste começa em 2019 e continuará sendo aplicado de dois em dois anos, até que a regra se torne 90/100.

Dica: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social.

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana?

Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática: Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Conteúdo por Gustavo Escobar advogado (OAB-GO 25.790) formado pela PUC-GO e sócio-proprietário do escritório Escobar Advogados

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.