Natal de aposentados será sem o 14° salário

0

O Natal já está próximo. Tudo bem que esse ano tudo será comemorado de forma diferente, afinal, 2020 foi atingido por uma pandemia de um vírus cruel. Muitas pessoas tiveram suas vidas mudadas por causa dessa pandemia.

Entre essas pessoas estão os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Por causa desse vírus, a economia ficou abalada, e medidas tiveram que ser tomadas pelo governo brasileiro.

Designed by @freepik / freepik

Medidas que fizeram antecipar o 13° salário do INSS para os meses de abril e junho. Claro, que naquele momento, o dinheiro foi muito bem aceito, mas, deixou os aposentados sem o abono natalino.

Foi ai que surgiu o Projeto de Lei 3.657/2020 do senador Paulo Paim (PT-RS). A proposta permite que o governo dobre o abono anual pago aos segurados e dependentes do Regime Geral de Previdência Social (RGPS), criando, na prática, o 14º salário.

Uma das dificuldades para aprovação do 14° salário, é o fato da proposta não apontar de onde viria a origem dos recursos que seriam utilizados no pagamento do abono. Outra dificuldade foi a decisão do governo em não flexibilizar o teto fiscal.

Enquanto os políticos não chegam a um acordo, os aposentados e pensionistas ficarão sem o dinheiro extra em dezembro. Eles terão que se contentar apenas com o salário do mês para as compras de Natal e fim de ano.

Na verdade a boa intenção de criar o 14° salário não sairá do papel em 2020.

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil