Negócios na internet surgem como alternativa a negócios tradicionais

0

Em tempos de coronavírus, os negócios na internet surgiram como uma boa oportunidade para superar a crise dos negócios tradicionais. Os números comprovam o poder desse mercado. 

O e-commerce brasileiro lucrou R$ 9,4 bilhões em abril, segundo o Compre&Confie. O aumento foi de 81% se comparado com o mesmo período de 2019. 

A busca por cursos online também aumentou nos últimos meses. 

No entanto, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre como funciona esse mercado.

Pensando nisso, resolvemos criar um guia com as principais informações do negócio digital. 

  • O que é um negócio online?
  • Quais são as diferenças entre um negócio digital e físico?
  • Quais são os melhores negócios online?
  • Como iniciar um negócio digital?

Continue a leitura e tire todas as suas dúvidas. 

O que é um negócio online? 

Trata-se de um negócio em que todas as fases de vendas são desenvolvidas na internet. Nesse formato é permitido comercializar produtos físicos e digitais. 

Dentre os produtos digitais mais conhecidos, encontra-se: e-books, cursos, softwares e aplicativos. 

Geralmente, ao abrir uma loja física, o empreendedor tem várias preocupações como: aluguel, investir em estoque, cuidar da decoração e dos funcionários, entre outros custos. 

Nesse cenário, o empresário precisa se dedicar de forma integral. Em alguns casos, é necessário trabalhar de domingo a domingo. 

No ambiente online, a situação é bastante diferente. O empreendedor não precisa fazer grandes investimentos. Basta ter um computador com acesso à internet. 

A estrutura do negócio digital também pode ser construída em um aparelho móvel. 

Nesses momentos difíceis, os negócios digitais trouxeram mais economia, praticidade e lucro aos empreendedores

Quais são as diferenças entre um negócio digital e físico? 

É impressionante as diferenças entre um negócio online e um estabelecimento físico. 

A primeira delas é o atendimento ao cliente. Na internet, a empresa  funciona 24 horas por dia. 

O mais interessante é que o proprietário da página não precisa trabalhar de forma integral. 

O sistema conduz o processo de compra de forma automática. 

Na loja física, o cliente precisa de um representante para explicar todas as informações sobre o produto. 

É fundamental deixar claro que o tamanho da equipe de colaboradores em uma loja física pode ser diferença da loja online. 

A estrutura dependerá do porte do empreendimento. 

Localização 

Uma das principais dificuldades do empreendedor na loja física é em relação a localização. Afinal, ele pode determinar o sucesso do seu negócio. 

Na empreendedorismo digital, não há esse tipo de preocupação. O responsável precisa criar apenas estratégias de divulgação para alcançar mais clientes em sua loja. 

Alcance de clientes 

Os negócios online conseguem atingir mais clientes se comparado com as lojas físicas. Pela internet é possível ter contato com as quatro regiões do país e até com o exterior. 

Já na loja física, o empresário tem uma conexão somente com os moradores do bairro ou da cidade onde está localizado. 

Custo de manutenção 

A manutenção de uma loja virtual é mais econômica que uma loja física. 

Um ponto de venda tem um custo alto e pode atrapalhar o planejamento financeiro do seu negócio. 

Na internet, a plataforma de loja virtual é mais barata. 

Segurança 

A segurança é uma preocupação que estará presente não só nas lojas físicas, mas também nas lojas virtuais. 

No ambiente online, o empresário deve proteger os dados dos seus clientes e dos cartões. 

Os certificados são ótimas alternativas para manter a troca de dados entre a loja e os clientes encriptada. 

O preço dos certificados variam entre R$100 e R$500. 

Já nas lojas físicas, o empreendedor deve se preocupar com alarmes, câmeras e seguranças. 

Provavelmente, o custo será mais alto que o valor dos certificados. 

Custo para iniciar o empreendimento 

O início de uma loja física nem sempre é uma tarefa fácil. 

Nesse tipo de trabalho, você deve contratar um vendedor, uma pessoa para administrar o caixa e um auxiliar administrativo para cadastrar produtos, receber e enviar pedidos. 

Se a sua loja virtual for pequena é possível executar todas as tarefas individualmente. 

Atendimento 

Um comércio online pode funcionar 24 horas por dia. 

Já as lojas físicas têm custo muito alto para manter o expediente durante todos os dias. 

O negócio digital traz mais vantagens para o consumidor como economia, praticidade e segurança. 

Quais são os melhores negócios online? 

Agora que você já sabe o que é um negócio online, como ele funciona e quais são os seus benefícios, vamos conhecer quais são os tipos de negócios mais comuns na internet? 

Anúncios 

O blogueiro é o profissional que utiliza o seu conhecimento para publicar conteúdos em blogs. 

Esse material pode ser compartilhado em vários formatos como textos, áudios, vídeos, imagens e infográficos. 

Ao publicar conteúdos de qualidade, o blogueiro começa a receber várias visitas em seu blog, conquistando autoridade no ambiente digital. 

Nas barras laterais da página, o profissional pode adicionar um banner de uma empresa ou de uma loja virtual. 

Se um visitante clicar nesse anúncio, o blogueiro recebe uma comissão da empresa. Isso ocorre porque o usuário é encaminhado para a página do parceiro, gerando novas oportunidades de vendas e negócios. 

Marketing de afiliados 

Esse tipo de negócio tem ganhado bastante destaque no ambiente digital. Geralmente, ele é utilizado por blogueiros e YouTubers. 

O processo funciona da seguinte forma: o usuário faz um cadastro em um programa de afiliados. Ele tem como missão recomendar os produtos para outras pessoas. Se alguém finalizar a compra, o afiliado recebe uma remuneração. 

No mercado, você pode encontrar vários tipos de programas de afiliados. Os mais conhecidos são: Afilio, Hotmart, Monetizze, Eduzz, UOL Afiliados, Lomadee e Amazon Associados. 

Produtores Digitais

Você também pode criar produtos digitais para que eles sejam comercializados por afiliados. 

Esses materiais podem ser vendidos nas plataformas que foram mencionadas no tópico anterior. 

Elas ajudam os produtores em todo o processo, desde o desenvolvimento do produto até o pagamento dos afiliados. 

Aplicativos 

O mercado de aplicativos é uma das áreas que mais cresceu em meio a pandemia do novo coronavírus. 

O setor calcula que movimentará US$ 6,3 trilhões de dólares até 2021

A cada dia surgem novas ferramentas para facilitar o desenvolvimento de aplicativos. 

Portanto, esse é o momento ideal para tirar aquela velha ideia do papel. 

Dropshipping

O Dropshipping surgiu para eliminar um dos principais problemas que atrapalham a rotina das pessoas que têm loja virtual: o estoque. 

Nesta modalidade, o empreendedor não precisa investir na compra dos produtos para iniciar os trabalhos. O envio dos materiais é feito por outros empresas. 

Assim você deve se preocupar apenas com a venda dos produtos.

No mercado, temos duas empresas renomadas que acertaram nesse tipo de negócio: eBay e do AliExpress

Como iniciar um negócio digital? 

Grande parte dos negócios digitais não conquistam sucesso porque não seguem as recomendações mais importantes para o desenvolvimento de uma página na internet. 

A partir de agora, vamos listar quais são as dicas mais importantes para criar um negócio online.

Faça um planejamento 

O primeiro passo é fazer um planejamento completo sobre a sua empresa. Nessa etapa, é necessário estabelecer objetivos e estratégias. 

Um bom profissional é aquele que conhece as suas metas e sabe quais são os caminhos que deve percorrer para alcançá-las. 

Nessa etapa, você deve avaliar o que pode influenciar os seus planos de maneira positiva e negativa. 

Dessa forma, terá mais segurança para lidar com imprevistos. 

Organize os principais recursos 

Agora, você deve estabelecer quais são os recursos que podem ajudá-lo a conquistar os seus objetivos. 

Nos empreendimentos online, um notebook é o suficiente para dar os primeiros passos. 

Algumas ferramentas de marketing digital podem ajudá-lo a otimizar os processos e fazer tarefas cada vez mais completas e organizadas. 

Dentre as mais comuns, encontra-se: SEMrush, Google Analytics, Google Search Console, Google Tag Manager, Zapier, Buffer, Mailchimp, Canva, Asana, Trello, Mindmeister, RD Station, Hubspot, Unbounce e MLabs. 

Escolha uma liderança 

Os negócios digitais precisam de um líder. 

Ele deve ser um profissional motivado e com conhecimento para apresentar as melhores soluções para a sua equipe. 

Um gerente de e-commerce deve ter ainda boa capacidade analítica, visão global e capacidade de liderança. 

Se você é o único membro da empresa, recomendamos desenvolver essas habilidades. Elas são muito importantes para o sucesso do negócio. 

Monitore os resultados 

Não adianta construir uma estratégia se o desempenho não é monitoramento constantemente. 

O acompanhamento é essencial para verificar as estratégias de qualidades e quais foram aquelas que não surtiram um bom resultado. 

Dessa forma, é possível entender quais são os pontos que devem ser trabalhados para garantir resultados diferentes. 

No ambiente online, o profissional deve acompanhar os seguintes indicadores: taxa de conversão, pedidos não finalizados, relatório completo das compras, vendas em cada período, lucro dos produtos e quantidade de visitantes. 

O Google Analytics é uma plataforma que mostra os dados completos para os usuários. 

A empresa ainda oferece um curso gratuito para que as pessoas aprendem como trabalhar com a ferramenta. 

O material didático tem dicas para profissionais iniciantes, intermediários e avançados. 

Para ter sucesso com um negócio na internet, o profissional deve buscar conhecimento constante sobre o mercado online. 

O empreendedor que alcança bons resultados consegue entender o cenário atual e identificar quais são as melhores oportunidades.