Diversos clientes da Mainô e até mesmo parceiros nossos nos procuram com a finalidade de elucidar uma dúvida que tem se tornado cada vez mais comum entre quem precisa de certificado digital para emissão de Notas Fiscais (DANFE).

Existem algumas diferenças importantes entre os certificados A1 e A3 e, principalmente, a diferença entre o A1 e-CNPJ e e-NFe. Aqui vamos entender qual é o papel de cada um e suas principais diferenças:

Certificado Digital A3

certificado digital A3 é emitido e armazenado na mídia criptográfica (cartão ou token). Tem validade de 1 a 3 anos e pode conter diversos CNPJ’s em apenas um único aparelho. O uso é restrito para apenas um computador, ou seja, caso precise emitir uma nota fiscal será necessário levar consigo o aparelho (cartão ou token).

Esse certificado é muito utilizado em Contabilidades que realizam algumas operações pelos seus clientes, como por exemplo, a emissão de nota fiscal.

Por armazenar mais de um CNPJ, e por utilizar somente um computador, eles optam por este recurso com custo baixo se for comparar com o tempo de validade.

Certificado Digital A1

O certificado digital A1 é emitido e armazenado no computador ou no dispositivo móvel (smartphone ou tablet). Tem validade de 1 ano. Ele é o mais indicado porque é possível armazená-lo e usá-lo em mais de um computador ao mesmo tempo, sem o uso de um dispositivo inserido no computador como token ou cartão.

É muito utilizado em empresas com Matriz e Filial pois o custo de emissão é para apenas um único CNPJ e pode ser usado em todas as empresas filiais sem custo adicional.

É muito usado por gestores que precisam de flexibilidade e praticidade na hora de emitir a sua nota fiscal, e realizam essas operações através de tablet, por exemplo.

Além disso, ele tem uma grande vantagem dentro do sistema da Mainô que é o monitoramento de Nota Fiscal de Entrada, que são aquelas notas emitidas pelo seu fornecedor, em tempo real, agilizando o seu processo de reconhecimento de compra e atualização do seu estoque com os produtos que foram adquiridos.

Falando ainda de Certificado digital A1, para empresas B2B ou B2C, ele possui duas vertentes:

  • Certificado digital A1 e-CNPJ
  • Certificado digital A1 e-NFe

Ambos os certificados podem ser usados para emitir nota fiscal eletrônica, pois os dois são emitidos pela ICP-Brasil, Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira, e contém o número de CNPJ da empresa.

Diversos clientes da Mainô e até mesmo parceiros nossos nos procuram com a finalidade de elucidar uma dúvida que tem se tornado cada vez mais comum entre quem precisa de certificado digital para emissão de Notas Fiscais (DANFE).

Existem algumas diferenças importantes entre os certificados A1 e A3 e, principalmente, a diferença entre o A1 e-CNPJ e e-NFe. Aqui vamos entender qual é o papel de cada um e suas principais diferenças:

Certificado Digital A3

certificado digital A3 é emitido e armazenado na mídia criptográfica (cartão ou token). Tem validade de 1 a 3 anos e pode conter diversos CNPJ’s em apenas um único aparelho. O uso é restrito para apenas um computador, ou seja, caso precise emitir uma nota fiscal será necessário levar consigo o aparelho (cartão ou token).

Esse certificado é muito utilizado em Contabilidades que realizam algumas operações pelos seus clientes, como por exemplo, a emissão de nota fiscal.

Por armazenar mais de um CNPJ, e por utilizar somente um computador, eles optam por este recurso com custo baixo se for comparar com o tempo de validade.

Certificado Digital A1

O certificado digital A1 é emitido e armazenado no computador ou no dispositivo móvel (smartphone ou tablet). Tem validade de 1 ano. Ele é o mais indicado porque é possível armazená-lo e usá-lo em mais de um computador ao mesmo tempo, sem o uso de um dispositivo inserido no computador como token ou cartão.

É muito utilizado em empresas com Matriz e Filial pois o custo de emissão é para apenas um único CNPJ e pode ser usado em todas as empresas filiais sem custo adicional.

É muito usado por gestores que precisam de flexibilidade e praticidade na hora de emitir a sua nota fiscal, e realizam essas operações através de tablet, por exemplo.

Além disso, ele tem uma grande vantagem dentro do sistema da Mainô que é o monitoramento de Nota Fiscal de Entrada, que são aquelas notas emitidas pelo seu fornecedor, em tempo real, agilizando o seu processo de reconhecimento de compra e atualização do seu estoque com os produtos que foram adquiridos.

Falando ainda de Certificado digital A1, para empresas B2B ou B2C, ele possui duas vertentes:

  • Certificado digital A1 e-CNPJ
  • Certificado digital A1 e-NFe

Ambos os certificados podem ser usados para emitir nota fiscal eletrônica, pois os dois são emitidos pela ICP-Brasil, Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira, e contém o número de CNPJ da empresa.