14°C 27°C
Uberlândia, MG
Publicidade

Entenda as regras por trás da redução de salário

Entenda as regras por trás da redução de salário

24/02/2021 às 16h26 Atualizada em 24/02/2021 às 19h26
Por: Laura_Alvarenga
Compartilhe:

O ato de cortar ou reduzir o salário de um colaborador normalmente é realizado quando a empresa enfrenta momentos de dificuldades e precisa fazer economias por um determinado período. 

Sendo assim, o corte ou redução, seja ele permanente ou temporário pode não ser acompanhado pela redução nas responsabilidades, ressaltando que determinados cortes de pagamento também atingem os aumentos, bônus e demais benefícios aos quais o funcionário normalmente tem direito.

Em que circunstância o empregador pode reduzir o salário do empregado?

Para colocar esta decisão em prática, é essencial que o empregador apresente um motivo sólido para reduzir tanto o salário quanto as horas de serviço, fator que é previsto pela legislação por meio do Artigo 403 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Carreira

Portanto, a empresa está autorizada a reduzir o pagamento somente mediante força maior, como no caso das medidas adotadas em decorrência da pandemia da Covid-19. 

O empregador deixa de pagar impostos ao cortar o salário?

Mesmo diante do corte de salários, os colaboradores da empresa não ficam isentos de pagar os descontos que incidem sobre a folha de pagamento, como o INSS e IRPF, entre outros.

Sendo assim, a Previdência Privada, consignados, planos de saúde, entre outros benefícios da empresa continuam a ser descontados do salário.

Qual o limite de corte no salário do funcionário?

Na situação do funcionário sem proteção alguma mediante acordo de negociação ou contrato de trabalho, o limite de corte no salário é de 25%.

Vale ressaltar que esta medida não pode ser aplicada sem que o funcionário seja previamente comunicado, do contrário, tal prática será vista como quebra de contrato sujeita a processos trabalhistas. 

Por fim, vale dizer que os cortes salariais são legais, desde que não sejam feitos de maneira discriminatória, ou seja, devido a raça, sexo, religião ou idade.

Dica Extra do Jornal Contábil: Você gostaria de trabalhar com Departamento Pessoal?

Já percebeu as oportunidades que essa área proporciona?

Conheça o programa completo que ensina todas as etapas do DP, desde entender os Conceitos, Regras, Normas e Leis que regem a área, até as rotinas e procedimentos como Admissão, Demissão, eSocial, FGTS, Férias, 13o Salário e tudo mais que você precisa dominar para atuar na área.

Se você pretende trabalhar com Departamento Pessoal, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um profissional qualificado.

Por Laura Alvarenga 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
25°
Tempo limpo

Mín. 14° Máx. 27°

24° Sensação
5.14km/h Vento
31% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h45 Nascer do sol
05h52 Pôr do sol
Qua 28° 15°
Qui 29° 15°
Sex 30° 16°
Sáb 29° 17°
Dom 29° 16°
Atualizado às 14h45
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,43 -0,21%
Euro
R$ 5,92 -0,19%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,20%
Bitcoin
R$ 373,925,19 +2,12%
Ibovespa
129,068,37 pts -0.2%
Publicidade
Publicidade