14°C 27°C
Uberlândia, MG
Publicidade

Férias remuneradas: Entenda este importante direito do trabalhador

Férias remuneradas: Entenda este importante direito do trabalhador

14/03/2023 às 12h47 Atualizada em 14/03/2023 às 15h47
Por: Lucas Machado
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Dentre os diversos direitos destinados aos trabalhadores brasileiros, estão as chamadas férias remuneradas. Em geral, elas tratam do período anual em que o trabalhador pode se afastar por até 30 dias de suas atividades de trabalho, para usufruir do merecido e garantido descanso. 

Apesar de ser um benefício cujo intuito é simples de entender, existem diversos detalhes previstos na legislação que podem causar dúvidas ou confusões ao trabalhador. Portanto, torna-se essencial compreender o que diz a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), pois, ela será o guia essencial, no momento de garantir que o respectivo direito seja devidamente respeitado. 

Nesta linha, é fundamental que todo cidadão conheça seus direitos, enquanto trabalhador, para exercê-los com plenitude e evitar problemas futuros que podem representar verdadeiras dores de cabeça. Quando temos ciência dos nossos deveres e direitos criamos uma garantia de que as normas sejam devidamente cumpridas, afinal de contas só procuramos corrigir um erro, quando se sabe que está errado. 

Quando as férias são concedidas aos trabalhadores?

Em suma, o cidadão passa ter direito às férias após um ano trabalhando para o respectivo empregador, ou seja, o referido direito é adquirido a cada 12 meses de contrato. Então, após esse período de trabalho, eu recebo minhas férias? Depende!

Isto porque, precisamos abrir uma nítida diferenciação entre adquirir o direito e receber o direito. Neste ponto, precisamos observar dois períodos diferentes o aquisitivo e o concessivo. Confira: 

  • Período aquisitivo: é aquele que já falamos, após 12 meses de trabalho o trabalhador ganha o direito às férias; 
  • Período concessivo: é o tempo o qual o empregador possui para conceder efetivamente os 30 dias de férias ao funcionário. Esse período é de 12 meses a contar da data em que o trabalhador conquistou o direito às férias.

Isto é, o indivíduo deve trabalhar 12 meses para conquistar o direito em questão. Após esse período, o empregador possui mais 12 meses para conceder as férias. Portanto, as férias devem ser recebidas pelo novo funcionário em no máximo dois anos. 

Quando serão concedidas as férias ficará a critério da empresa, respeitando devidamente os prazos limites, é claro. Contudo, isto não impede o trabalhador de buscar acordos com o patrão, todavia, isto ainda irá depender da concordância dele. 

As férias podem ser “parceladas”?

É possível sim fracionar os 30 dias de férias coletivas, entretanto, também existem algumas regras que regulamentam a prática. Confira: 

  • As férias podem ser dividas em até três períodos; 
  • Um dos períodos não pode ser inferior a 14 dias corridos; 
  • Os outros dois períodos não podem ser inferiores a 5 dias corridos, cada um; 
  • É preciso que haja a concordância do empregado. 

Estas normas estão previstas por lei, mais precisamente no artigo 134, parágrafo 1º da CLT. 

Valor e pagamento das férias 

Conforme a Constituição Federal,  férias será equivalente ao salário mensal, somado do valor que equivale a ⅓ (um terço) da remuneração. Para facilitar a compreensão veja um exemplo de cálculo: 

  • O salário bruto de Julio é de R$ 1.800;
  • Para saber o valor de suas férias, primeiramente deve-se 1.800 por 3, o que dará 600;  
  • Em seguida, pegue o valor da operação anterior (600) e some com 1.800, resultando em um salário bruto de férias igual à R$ 2.400 (esse valor não considera os descontos). 

O valor deve ser concedido ao trabalhador em até dois dias antes do início do período das férias. Um ponto crucial é que no mês seguinte ao tempo de descanso o trabalhador não recebe o salário mensal, logo, é sempre bom contar com um planejamento financeiro. 

Cabe salientar que é possível "vender" as férias, entretanto, somente é possível converter em dinheiro 1/3 do valor equivalente a 10 dias do período de descanso, ou seja, não é permitido vendê-la integralmente. Outro ponto de importância, é que o trabalho em outra empresa no decorrer das férias, apenas é legal, quando o funcionário já atuava em dois empregos antes da concessão do respectivo direito.

Perda das férias

Por fim, cabe esclarecer que é possível sim que o trabalhador perca o seu direito às férias. Em suma, isto ocorre devido às chamadas faltas injustificadas, que nada mais são que ausências do funcionário ao trabalho, em que ele não deu um motivo legal ao empregador que justificasse a falta. 

À partir de 6 faltas injustificadas, o empregador pode ir reduzindo o período de férias do funcionário, sendo esta uma punição que, inclusive, fica mais grave progressivamente conforme as reincidências, como demonstra a tabela abaixo: 

Número de faltas injustificadasRedução proporcional das fériasDias de férias
Até 5 faltas 0 (sem redução)30 dias
Entre 6 e 14 faltas6 dias24 dias
Entre 15 e 23 faltas12 dias18 dias
Entre 24 e 32 faltas18 dias12 dias
À partir de 33 faltas30 dias0 (perda total das férias)

Dica Extra: Você conhece os seus direitos trabalhistas?

Já sentiu em algum momento que você pode estar sendo passado pra trás pelo seu chefe ou pela empresa que te induz a aceitar situações irregulares no trabalho?

Sua dúvida é a mesma de milhares de pessoas. Mas saiba que a partir de agora você terá resposta para todas as suas dúvidas trabalhistas e saberá absolutamente tudo o que acontece antes, durante e depois de uma relação trabalhista.

Se você quer garantir todos os seus direitos trabalhistas como FGTS, adicionais, horas extras, descontos e saber como se posicionar no seu emprego sem ser mais obrigado a passar por abusos e ainda entendendo tudo que pode e que não pode na sua jornada de trabalho, clique aqui e saiba como!

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
26°
Tempo limpo

Mín. 14° Máx. 27°

25° Sensação
2.57km/h Vento
29% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h45 Nascer do sol
05h52 Pôr do sol
Qui 29° 15°
Sex 30° 16°
Sáb 30° 17°
Dom 29° 16°
Seg 30° 16°
Atualizado às 14h46
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,49 +1,02%
Euro
R$ 6,00 +1,39%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,75%
Bitcoin
R$ 376,354,77 -0,02%
Ibovespa
129,491,14 pts 0.29%
Publicidade
Publicidade