13°C 27°C
Uberlândia, MG
Publicidade

INSS: Municípios de pequeno porte terão alíquota previdenciária reduzida para 8%

INSS: Municípios de pequeno porte terão alíquota previdenciária reduzida para 8%

26/10/2023 às 12h02 Atualizada em 26/10/2023 às 15h02
Por: Esther Vasconcelos
Compartilhe:
INSS
INSS

Após uma forte mobilização dos administradores locais, a medida que beneficia municípios com até 142,6 mil habitantes foi aprovada.

Continua após a publicidade

Esses municípios verão uma redução na alíquota de contribuição para o Regime Geral de Previdência Social (RGPS) para 8%.

Aprovada pelo Senado em 25 de outubro, essa medida será válida até 31 de dezembro de 2027. No entanto, ainda precisa da sanção presidencial para entrar em vigor.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) estima que essa medida economizará R$ 11 bilhões por ano para mais de 4 mil municípios.

Paulo Ziulkoski, presidente da CNM, atribui esse resultado à força do movimento e às mobilizações em Brasília. Ele enfatiza que, embora seja um alívio para as prefeituras, não é a solução definitiva.

Continua após a publicidade

Proposta

A CNM desempenhou um papel crucial para que a medida avançasse no Senado e na Câmara.

Ziulkoski apresentou a proposta aos presidentes das duas Casas Legislativas durante suas visitas a Brasília e também participou de uma audiência na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).

A proposta fazia parte da pauta prioritária do movimento, que se mobilizou fortemente em Brasília nos últimos meses para discutir a crise financeira nos municípios.

Os senadores não aceitaram as alterações feitas pela Câmara no texto. Os deputados federais haviam proposto uma redução escalonada entre 8% e 18% com base no Produto Interno Bruto (PIB) de cada cidade.

Continua após a publicidade

No entanto, os senadores retomaram o substitutivo que estabelece o recorte de municípios por população de até 142,6 mil habitantes, posição defendida pela CNM.

Leia Também: INSS: Lupi Deseja 100% Dos Servidores Em Trabalho Presencial Até 2024

Discussão

Durante uma visita a Brasília para uma reunião com o governo federal e a instalação do Conselho da Federação, Ziulkoski discutiu o tema previdenciário com o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.

Ele destacou a necessidade de progresso em questões estruturais e lembrou aos gestores que o benefício é temporário, enquanto o desequilíbrio financeiro causado pelas relações federativas desajustadas é estrutural e duradouro.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
16°
Tempo limpo

Mín. 13° Máx. 27°

15° Sensação
5.14km/h Vento
63% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h44 Nascer do sol
05h44 Pôr do sol
Qua 28° 15°
Qui 29° 16°
Sex 29° 16°
Sáb 29° 17°
Dom 31° 17°
Atualizado às 03h07
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,43 +0,05%
Euro
R$ 5,83 +0,10%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,19%
Bitcoin
R$ 377,954,16 -1,22%
Ibovespa
119,137,86 pts -0.44%
Publicidade
Publicidade