13°C 28°C
Uberlândia, MG
Publicidade

STF nega vínculo empregatício entre motoristas de aplicativo e empresas operadoras

STF nega vínculo empregatício entre motoristas de aplicativo e empresas operadoras

07/12/2023 às 13h17 Atualizada em 07/12/2023 às 16h17
Por: Esther Vasconcelos
Compartilhe:
Imagem: freepik
Imagem: freepik

Na terça-feira (5), a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) deliberou que não existe vínculo empregatício entre motoristas de aplicativos e as empresas operadoras das plataformas, estendendo essa interpretação a todas as plataformas.

O colegiado analisou uma decisão da Justiça do Trabalho de Minas Gerais que havia reconhecido um vínculo de emprego entre um motorista e a plataforma Cabify.

Ao apresentar seu voto, o relator do processo, ministro Alexandre de Moraes, destacou que a Justiça Trabalhista tem repetidamente desconsiderado precedentes do plenário do Supremo que afirmam a ausência de relação de emprego entre as empresas de aplicativos e os motoristas.

Moraes enfatizou que a Constituição permite outras formas de relação de trabalho, afirmando: "Aquele que faz parte da Cabify, da Uber, do iFood, tem a liberdade de aceitar as corridas que deseja, de definir seu horário e de estabelecer outros vínculos."

Os ministros Cristiano Zanin, Luiz Fux e Cármen Lúcia seguiram o voto de Moraes.

Apesar de não reconhecer o vínculo empregatício, Cármen Lúcia expressou preocupação com o futuro dos trabalhadores e a falta de regulamentação de direitos.

Leia Também: App Concorrente Do Uber E 99 Contrata Motoristas Em Regime CLT

Ela ressaltou: "Nos preocupamos com esse modelo, o que não significa adotar o modelo da legislação trabalhista como solução. Não tenho dúvida de que, em 20 anos ou menos, teremos um grave problema social e previdenciário."

Durante o julgamento, o advogado Márcio Eurico Vitral Amaro, representante da Cabify, argumentou que o modelo de trabalho da empresa não pode ser equiparado a uma relação de emprego nos termos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Ele destacou que as mudanças tecnológicas influenciaram o mercado de trabalho, afirmando que os conceitos clássicos da relação de emprego não se aplicam a essas novas formas de trabalho humano. Essas formas não se enquadram nos limites estreitos da CLT.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
26°
Tempo limpo

Mín. 13° Máx. 28°

25° Sensação
4.12km/h Vento
27% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h43 Nascer do sol
05h54 Pôr do sol
Qui 28° 14°
Sex 29° 15°
Sáb 30° 16°
Dom 31° 17°
Seg 32° 18°
Atualizado às 17h06
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,66 +1,20%
Euro
R$ 6,13 +1,06%
Peso Argentino
R$ 0,01 +1,59%
Bitcoin
R$ 393,869,42 -0,48%
Ibovespa
126,422,73 pts -0.13%
Publicidade
Publicidade