17°C 30°C
Uberlândia, MG
Publicidade

Farmácia Popular: mais remédios são adicionados ao Programa

Pelas projeções, pode gerar uma economia de até R$ 400 por ano para os usuários

11/07/2024 às 11h58
Por: Ana Luzia Rodrigues
Compartilhe:
Farmácia Popular - Foto Divulgação
Farmácia Popular - Foto Divulgação

Desde quarta-feira, dia 10, o Ministério da Saúde passou a oferecer gratuitamente remédios indicados para o tratamento de colesterol alto, doença de Parkinson, glaucoma e rinite no Programa Farmácia Popular do Brasil. 

Com a ampliação, 39 dos 41 itens disponibilizados pelo projeto poderão ser retirados sem custo. Antes, apenas anticoncepcionais e remédios indicados para pessoas que tratam diabetes, hipertensão, asma e osteoporose eram entregues de forma gratuita. 

O restante fazia parte da lista de medicamentos por copagamento, em que o Estado subsidia até 90% do valor e o paciente realiza a compra com desconto – para pessoas cadastradas no Bolsa Família ou pertencentes à população indígena, todos os medicamentos do programa já são gratuitos. 

Com a nova medida, o Ministério da Saúde espera beneficiar 3 milhões de pessoas que já utilizam o programa. Pelas projeções da pasta, a inclusão dos medicamentos à lista de gratuidade pode gerar uma economia de até R$ 400 por ano para esses usuários. 

20 anos do Programa Farmácia Popular

A atualização acontece em comemoração aos 20 anos do Farmácia Popular, que soma 70 milhões de pessoas atendidas desde sua criação, em 2004. O projeto passou por cortes no orçamento em 2022 e foi relançado em junho de 2023. No início deste ano, o programa incluiu também em seu escopo a distribuição de absorventes higiênicos para pessoas em situação de vulnerabilidade.

Leia também: Fraude na Farmácia Popular: como verificar se seu CPF foi usado

Como utilizar o  Programa Farmácia Popular?

Para adquirir um medicamento ou fraldas geriátricas pelo programa Farmácia Popular, o paciente precisa apresentar documento de identidade com número do CPF e receita médica em um dos estabelecimentos credenciados. 

A prescrição médica pode ser proveniente tanto de unidades do Sistema Único de Saúde (SUS) quanto de serviços particulares. Para retirar absorventes higiênicos, é preciso ter entre 10 e 49 anos e estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico). 

É necessário emitir o Documento de Autorização do Programa Dignidade Menstrual pelo site ou pelo aplicativo Meu SUS Digital e apresentá-lo, em formato digital ou impresso, nos estabelecimentos credenciados pelo Programa Farmácia Popular.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
25°
Tempo limpo

Mín. 17° Máx. 30°

24° Sensação
3.09km/h Vento
31% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h46 Nascer do sol
05h50 Pôr do sol
Sáb 28° 16°
Dom 28° 15°
Seg 29° 16°
Ter 29° 16°
Qua 30° 16°
Atualizado às 20h06
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,43 +0,00%
Euro
R$ 5,93 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,05%
Bitcoin
R$ 332,726,69 +0,37%
Ibovespa
128,896,98 pts 0.47%
Publicidade
Publicidade