Nova CNH começa a valer no país, veja o que muda e quem deve trocar

Nesta quarta-feira (1º) o novo formato da CNH começa a valer em todo o território nacional

Nesta quarta-feira, 1º de junho, começa a valer o novo formato da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), em todo o país. A mudança vem por meio da resolução 886 publicada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) no dia 13 de dezembro de 2021.

O novo modelo da CNH será obrigatório para os motoristas, contudo, a troca não será imediata. Isso porque a implementação do novo formato será gradativo e primeiro vão receber os motoristas que estão tirando a primeira via ou renovando o documento.

Para os motoristas que estão com a Carteira de Motorista em dia, a troca do documento acontecerá somente quando o mesmo for solicitar a renovação do documento após o seu vencimento. Sendo assim, caso sua CNH esteja em dia não será preciso trocar.

Mudanças na nova CNH

As mudanças da nova Carteira Nacional de Habilitação se destacam por duas mudanças, a primeira delas visual e a segunda relacionada a itens de segurança.

Novos itens de segurança

A nova CNH será impressa fisicamente e digitalmente, assim como já tem sido feito desde 2017, contudo, a versão impressa utilizará papel de segurança e tinta fluorescente, que brilha no escuro, além de itens que serão visíveis apenas com luz ultravioleta e um holograma.

O novo padrão também destaca quais motoristas estão com a permissão para dirigir ou a CNH definitiva. Ficando da seguinte forma:

  • Letra “P” para identificar que o motorista está com a permissão;
  • Letra “D” para identificar que o motorista está com a definitiva.

O novo modelo também contará com o mesmo campo que existe atualmente do ACC (Autorização Para Conduzir Ciclomotor).

Além disso, a nova CNH seguirá os padrões internacionais com a aplicação do código MRZ (Machine Readable Zone), que é utilizado em passaportes e permitirá o embarque em terminais de autoatendimento.

Novo visual

O novo modelo acaba com a predominância da cor verde no documento e passará a ter tanto a cor verde quanto amarela.

Já na parte superior do documento teremos a inserção da assinatura do motorista abaixo da foto. Vale lembrar que atualmente a assinatura é exibida após a dobra.

Na seção inferior do documento teremos diversas mudanças, como um quadro que será exibido mostrando as silhuetas dos veículos, acompanhados do código da respectiva categoria que o motorista está habilitado a conduzir.

Outra mudança na CNH é que o documento permitirá o uso do nome social e felicitação afetiva do documento, caso o mesmo deseje que essas informações sejam apresentadas na CNH.

No campo de restrições médicas também teremos uma mudança, isso porque agora, esse campo também servirá para identificar quais motoristas utilizam a CNH para trabalho.

Comentários estão fechados.