Novembro tem menor número de empresas fechadas em 2021 no ES

No mês passado, foram 611 empreendimentos fechados, contra 1.237 negócios abertos.

O número de empresas inscritas na Junta Comercial do Estado do Espírito Santo (Jucees) em novembro foi o menor de todo o ano. No mês passado, foram 611 empreendimentos fechados contra 1.237 negócios abertos, o que deixa o Espírito Santo com um saldo positivo de 626 empresas. 

No ano, 8.583 novas empresas foram cadastradas no país. Foram 16.839 vagas e 8.256 extintas. Esse número se aproxima do observado em 2013, quando o saldo registrado era de 8.514 itens.

O presidente da Junta Comercial do Espírito Santo, Carlos Roberto Rafael, avaliou que: “Em 2013, o momento da economia era outro, muito mais positivo. Mesmo assim, com o trabalho que temos desenvolvido na Junta Comercial, estamos registrando marcas cada vez melhores para o Estado. É importante destacar que todas as pastas do Governo Estadual têm se dedicado muito para garantir os avanços sociais e econômicos para todo cidadão capixaba”.

Mais facilidade

Para facilitar a atuação de quem pretende abrir uma empresa, a Junta Comercial modernizou o site oficial.

No novo ambiente virtual da Jucees, os interessados conseguem acessar de forma rápida as legislações vigentes, documentos e formulários necessários para a abertura de empresas, além de contar com o auxílio da assistente virtual desenvolvida pela Junta Comercial do Espírito Santo, a Juju.

Rafael ainda acrescentou que: “A maior parte das funcionalidades já existiam no site antigo, mas agora elas estão muito mais acessíveis e fáceis de serem encontradas. Temos certeza que todos que precisarem de algum serviço da Junta Comercial vão conseguir se adaptar a esse novo site”.

“Como toda mudança pode causar algumas dificuldades iniciais, foi disponibilizado o ‘Mapa do Site‘, no canto superior direito da tela, para que os usuários busquem pelos serviços que, por ventura, não encontrem na tela inicial”, concluiu o gerente de Tecnologia da Informação da Junta Comercial, Deyler Tose Marchezini.

Comentários estão fechados.