Novidades do Caixa Tem: aplicativo deve oferecer créditos em até R$ 5 mil

O Caixa Tem deve fornecer novos serviços em 2021, como empréstimos para o MEI em até R$ 5 mil.

0

O aplicativo da Caixa Econômica Federal foi inicialmente desenvolvido como um meio para efetuar os pagamentos do Auxílio Emergencial. No entanto, mediante o número crescente de usuários, o Caixa Tem vem contando cada vez mais com novas funcionalidades e serviços, bem como maiores facilidades no meio digital. 

Ademais, atualmente o aplicativo foi ampliado para diversos outros programas sociais, como o Bolsa Família, seguro-desemprego, Benefício de Prestação Continuada (BEm), entre outros. 

Neste sentido, a Caixa pretende se tornar um banco digital de relevante importância para parcela da população brasileira a qual possui uma renda mais baixa. De acordo com o presidente da instituição, Pedro Guimarães, o intuito é oferecer cada vez mais serviços para os seus usuários. 

Empréstimos, microcréditos e outras novidades do Caixa Tem 

Estima-se que as novidades previstas para o Caixa Tem ainda em 2021, devem impactar cerca de 90 milhões de brasileiros que já integram o aplicativo, com opções de microcréditos e empréstimos. Assim sendo, confira os novos serviços da plataforma, os quais devem estar disponíveis este ano.

Fonte: Google
Fonte: Google

Microcréditos: dentre as mudanças previstas, está  uma nova linha de crédito que deve contar com empréstimos de R$ 100, R$ 200 R$ 300, destinados à parcela da população de baixa, podendo ser solicitados até por àqueles que estão com o nome negativado junto ao Serasa ou SPC. 

Empréstimos de até R$ 5 mil: outra novidade, trata-se da concessão de créditos de até R$ 5.000 destinados ao microempreendedor individual (MEI). Neste sentido, os formalizados na categoria, irão poder utilizar o valor para investimentos próprios referentes a manutenção do seu negócio, ou como capital de giro. 

Seguro do apoio familiar: por fim, o aplicativo deve fornecer um financiamento voltado para funerais, de modo que em casos de falecimento de um familiar o seguro irá cobrir estas despesas. 

Será possível a adesão do financiamento por morte provinda de qualquer motivo, inclusive, as em decorrência da Covid-19. Além disso, em situações nas quais o falecimento foi mediante a um acidente, o seguro irá pagar uma cesta básica por três meses, mais R$ 2 mil ao cônjuge ou filho mais jovem.